Tengaku

Wagakki Band

Original Tradução Original e tradução
Tengaku

Aoi jikan sayonara tsugeru
Amayoke no kasa wa boku o hoori suteta
Otozureteta natsu ni mo kidzukazu ni
Koko wa doko da boku wa dare da to hoeru

Owari ga nai, to yukisaki o korosu
Wakaru hazu ga nai, to keshiki o sashita
Jibun de kizuita mori no soto ni fumidasezu ni

Naze arukidasanai no?
Naze tsukuriagenai no?
Soushite nanimo hajimaranai mama
Kuchite kusariyuku hito o shikabane o koete

Ima uchinarasu shoudou no ha ga sekai o kudaku
Asayake ga oitsuku maeni gushagusha ni wareta oto de kamawanai
Tengaku o

Kezureta PICK kuchihateta GUITAR
Itazurani boku no tobira o abaku
Toorisugita aki ga sugu sokomade
Hajimeyou buzama na shinjitsu o kakuse

Naze tachidomatteita no ka?
Naze kobami tsudzuketa no ka?
Soushite nayami tsudzuketa saki ni wa
Mebae kuruizaku oto o kaerimichi sutete

Ima uchinarasu shoudou no ha ga sekai o kudaku
Me ga kuramu hodo utsukushii utakata ni yureta oto de tsuranuite
Tengaku o

Ima sakihokoru kyoushoku no ha ga sekai o kazaru
Asayake ga oitsuku maeni sono kaku ni fureta koe o hariagete
Tengaku o

Canção Divina

Uma era azul dá adeus
Eu abandono o guarda-chuva que me protegia
Sem nem mesmo perceber o verão que chegou
Eu grito, "Onde estou?", "Que sou eu?"

Se não há fim, eu elimino o destino
Se não há como entender, eu atravesso a paisagem
Sem poder avançar lá fora na floresta que criei

Por que você não sai andando?
Por que você não cria algo?
E então, sem que nada comece
Eu passo por entre corpos decadentes em decomposição

Agora a lâmina do meu ímpeto retumbante parte o mundo
Antes que a luz da manhã me alcance com uma nota falha e sentimental
Uma canção divina insignificante

A palheta gasta, a guitarra em ruínas
Inutilmente elas revelam minhas portas
O outono que passou logo estará aí
Vamos começar, esconda a verdade desagradável

Por que você estava parado?
Por que você continuou rejeitando?
E então, antes de continuar em angústia
Eu me livro do som que nasce fora de hora na estrada para casa

Agora a lâmina do meu ímpeto retumbante parte o mundo
Perfurando com uma nota que oscila efêmera, bela o bastante para cegar
Uma canção divina

Agora as folhas em total profusão adornam o mundo
Antes que a luz da manhã lhe alcance, erga do âmago a sua voz emocionada
Uma canção divina

Enviada por TheBard e traduzida por TheBard. Legendado por Paula. Revisão por Choa.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Wagakki Band

Ver todas as músicas de Wagakki Band