Ressaca

Duarte

Caçador de jubartes ao meio-dia
Contorna o porto
Cai na baía

Dono de sete corações
Um pra cada canto do mar
Navegou ao próprio fim

Marinheiro revolto
Às sete horas
Sal e ressaca mancham tuas botas

Empunha arma e munição
Mas tem receio de atirar
Berrou diante o motim

Por você eu fui tolo
Fisgado sem dó
Meu pobre consolo é que não estou só
Meu barco é mais um em meio a multidão
Que tu arrastou pro teu mar, capitão
Devolva os tesouros e as estrelas que eu errei em lhe dar
Um homem igual tu não merece um tostão
Tampouco minha embarcação navegar

Composição: Duarte
Enviada por Karoliny. Legendado por Maria.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog