Ciência

Duarte

Vasto é o desprendimento
Desterra em nós toda razão
E a decisão se torna fé
Tal como é meu desejo por ti

Me põe tão barulhento
Deságua em alucinação
Bem como são o Deus e a dor
Diz por favor, que eu faço pra existir

No mesmo espaço-tempo que você
Diz onde o nosso céu se encontrará
Escreva o Sol que me conduzirá teu calor

Eu fiz um telescópio pra tentar entender
De que matéria é feita tua fala mais honesta

É palavra ao vento
Mãe de alcoólica, contradição
E como maldição castiga o meu peito
Desnorteia a constelação que sou sujeito

É prece gasta o que eu recito por você
Não tem quem a escute que possa interceder

Basta o ressentimento e se destrói qualquer nação
Brasil, Japão, Vitória, São Paulo é tão distante

Composição: Duarte
Enviada por Grégory. Revisão por Pedro.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Duarte

Ver todas as músicas de Duarte