Tu Jardín Con Enanitos

Melendi

Original Tradução Original e tradução
Tu Jardín Con Enanitos

Hoy le pido a mis sueños, que te quiten la ropa
Que conviertan en besos
Todos mis intentos de morderte la boca
Y aunque entiendo que tú
Tú siempre tienes la última palabra en esto del amor

Yo hoy le pido a tu ángel de la guarda, que comparta
Que me dé valor y arrojo en la batalla pa ganarla
Y es que yo no quiero pasar por tu vida como las modas
No se asuste señorita nadie le ha hablado de boda
Yo tan solo quiero ser, las cuatro patas de tu cama

Tu guerra todas las noches, tu tregua cada mañana
Quiero ser tu medicina, tus silencios y tus gritos
Tu ladrón, tu policía, tu jardín con enanitos
Quiero ser la escoba que en tu vida barra la tristeza
Quiero ser tu incertidumbre y sobretodo tu certeza

Hoy le pido a la luna, que me alargue esta noche
Y que alumbre con fuerza este sentimiento
Y bailen los corazones
Y aunque entiendo que tú
Serás siempre ese sueño que quizás nunca podré alcanzar

Yo hoy le pido a tu ángel de la guarda, que comparta
Que me dé valor y arrojo en la batalla pa ganarla
Y es que yo no quiero pasar por tu vida como las modas
No se asuste señorita nadie le ha hablado de boda
Yo tan solo quiero ser las cuatro patas de tu cama

Tu guerra todas las noches tu tregua cada mañana
Quiero ser tu medicina, tus silencios y tus gritos
Tu ladrón, tu policía, tu jardín con enanitos
Quiero ser la escoba que en tu vida barra la tristeza
Quiero ser tu incertidumbre y sobretodo tu certeza

Y es que yo quiero ser el que nunca olvida tu cumpleaños
Quiero que seas mi rosa y mi espina aunque me hagas daño
Quiero ser tu carnaval, tus principios y tus finales
Quiero ser el mar donde puedas ahogar todos tus males
Quiero que seas mi tango de Gardel, mis octavillas

Mi media luna de miel, mi blues, mi octava maravilla
El baile de mi salón, la cremallera y los botones
Quiero que lleves tu falda y también mis pantalones

Tu astronauta, el primer hombre que pise tu luna
Clavando una bandera de locura
Para pintar tu vida de color, de pasión
De sabor, de emoción y ternura
Sepa usted que yo ya no tengo cura
Sin tu amor

Seu Jardim Com Gnomos

Hoje eu peço aos meus sonhos, que tirem a sua roupa
Que convertam em beijos
Todas as intenções de morder a sua boca
E embora eu entenda que você
Você sempre tem a última palavra sobre o amor

E hoje peço ao seu anjo da guarda, que compartilhe
Que me de valor e ousadia na batalha para a vitória
É que eu não quero passar por sua vida como uma moda
Não se assuste senhorita, ninguém está falando de casamento
Eu tão pouco quero ser as quatro pernas de sua cama

Sua guerra todas as noites, sua trégua a cada manhã
Quero ser seu remédio, seus silêncios e seus gritos
Seu ladrão, sua polícia, seu jardim com gnomos
Quero ser a vassoura que em sua vida varre a tristeza
Quero ser sua incerteza e sobre tudo sua certeza

Hoje eu peço a Lua, que prolongue esta noite
E que ilumine com força este sentimento
E que dancem os corações
E embora eu entenda que você
Será sempre esse sonho que talvez eu nunca possa alcançar

E hoje peço ao seu anjo da guarda, que compartilhe
Que me dê valor e ousadia na batalha para a vitória
É que eu não quero passar por sua vida como uma moda
Não se assuste senhorita, ninguém está falando de casamento
Eu tão pouco quero ser as quatro pernas de sua cama

Sua guerra todas as noites, sua trégua a cada manhã
Quero ser seu remédio, seus silêncios e seus gritos
Seu ladrão, sua polícia, seu jardim com gnomos
Quero ser a vassoura que em sua vida varre a tristeza
Quero ser sua incerteza e sobre tudo sua certeza

É que eu quero ser o que nunca esquece seu aniversário
Quero que seja minha rosa e meu espinho mesmo que me faça algum dano
Quero ser seu carnaval, seus princípios e seus finais
Quero ser o mar onde você pode afogar todos os teus males
Quero que seja meu tango de Gardel, meus panfletos

Minha meia Lua de mel, meu blues, minha oitava maravilha
A dança do meu salão, o zíper e botões
Quero que tire sua saia e também minhas calças

Seu astronauta, o primeiro homem que pisa na sua Lua
Cravando uma bandeira de loucura
Para pintar sua vida de cor, paixão
De sabor, de emoção e ternura
Saiba você, que eu já não tenho cura
Sem teu amor

Enviada por Hélio e traduzida por Junior. Revisões por 8 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog