Ela

Illy

Ela é do centro
Mas não se incomoda com as cores do subúrbio
Sabe estar em todos os lugares, e em nenhum

Ela é de tempo
Ela é de tempo, vive organizada
Sulamericana-inglesa
Transpirando formosura, brilho e precisão

Ela é baiana
Ela é baiana pós republicana, acontece numa dança
Quando se revela traz um mar de rosas
Brancas rosas no sorrir
Uma forma graciosa de dizer, ao mesmo tempo
Sim e não

E deixar seu coração-quasar pulsando lá no céu
E deixar meu coração pulsar maravilhado aqui, no chão
Apaixonada, fica encabulada
Faz de conta que nem pensa

Com delicadeza faz aquele tipo desligado
Ela percebe
Ela percebe muitos movimentos
Mas prefere ser discreta
Quando se permite
Faz um vendaval varrer de humaitá a itapuã

E é por isso mesmo que ela
Quer se comportar assim, contida
E deixar seu coração-quasar pulsando lá no céu
E deixar seu coração pulsar bem comportado aqui, no chão
E deixar meu coração-quasar na ilha da interrogação
Perguntando como poderá pulsar ao lado do seu coração

Posts relacionados

Ver mais no Blog