Fama de Fácil

Illy

Eu caio em tentação ligeiro
Num flash, num tapa
Mesmo se a cantada é fraca
Meu coração bobão não escapa
Eu caio em tentação bonita
Na hora, na lata
Não precisa muita poesia
Qualquer haikai me rapta

Eu caio em tentação ligeiro
Num flash, num tapa
Mesmo se a cantada é fraca
Meu coração bobão não escapa
Eu caio em tentação bonita
Na hora, na lata
Não precisa muita poesia
Qualquer haikai me rapta

Chiclete, cinema, carona, convite
Conversa que não vai pra canto nenhum
Já me deixa no limite
E eu flutuo, tropeço, gaguejo, viajo
Aí minha razão já não vale um tostão
Não fujo, não desvio, não disputo, nem reajo
Eu caio na lábia tranquila, moderna, segura
Não ligo pra fama de fácil
Prefiro ser assim, não tenho cura

Chiclete, cinema, carona, convite
Conversa que não vai pra canto nenhum
Já me deixa no limite
E eu flutuo, tropeço, gaguejo, viajo
Aí minha razão já não vale um tostão
Não fujo, não desvio, não disputo, nem reajo
Eu caio na lábia tranquila, moderna, segura
Não ligo pra fama de fácil
Prefiro ser assim, não tenho cura

Posts relacionados

Ver mais no Blog