Qué Esconde El Conde

Floricienta

Original Tradução Original e tradução
Qué Esconde El Conde

A veces me pregunto
Conde, dónde estás tú
No sé si no te veo
Me apagaron la luz
Probamos escondemos
Y vivimos en un... eterno desencuentro

No hay forma de entendernos
Nunca hablamos los dos
No recibo las señas de tu corazón
No encuentro los caminos
Ya no sé donde voy
Ay Conde no te entiendo

Egoísta generoso
Caballero medieval
Eres dulce cariñoso
Y a veces me tratas mal
Serás un príncipe azul
Pero te disfrazas de animal

¿Qué esconde el Conde?
¿Quién sabe donde?
Con sus mil caras
Pasa la vida en un carnaval
Máximo Augusto
Si no te gusto
Yo me disgusto
Ya lo verás
Máximo Augusto
Te daré un susto
Hiper mortal

A veces me pregunto
Conde, dónde estás tú
No sé si no te veo
Me apagaron la luz
Probamos escondemos
Y vivimos en un eterno desencuentro
Me tiene confundida
Tu forma de ser
Te estudio, te analizo
Y no sé cómo hacer
Para estar cerca tuyo
Necesito atener
A descubrir misterios

Egoísta generoso
Caballero medieval
Eres dulce cariñoso
Y a veces me tratas mal
Serás un príncipe azul
Pero te disfrazas de animal

¿Qué esconde el Conde?
¿Quién sabe donde?
Con sus mil caras
Pasa la vida en un carnaval
Máximo Augusto
Si no te gusto
Yo me disgusto
Ya lo verás
Máximo Augusto
Te daré un susto
Hiper mortal

¿Qué esconde el Conde?
¿Quién sabe donde?
Con sus mil caras
Pasa la vida en un carnaval
Máximo Augusto
Si no te gusto
Yo me disgusto
Ya lo verás
Máximo Augusto
Te daré un susto
Hiper mortal

Qué Esconde El Conde (Tradução)

As veses me pergunto
Conde onde voce está?
Será se não te vejo
Apagaram a luz
Escondemos um do outro
E vivemos em um
Eterno desencontro
Não tem forma de nos endermos
Nunca falamos, nós dois
Não recebo as senhas de seu coração
Não entendo os caminhos
Por onde voce vai
Aonde voce esta indo
Egoista generoso
Cavaleiro medieval
Voce é doce e carinhoso
Mas as vezes me trata mal
Será um principe azul
Mas que se disfarça de animal
O que o Conde esconde? (Conde)
Quem sabe onde? (onde)
Com suas mil caras
Faz da vida um carnaval (yeyeyeye)
Maximo Augusto
Eu não gosto
só da desgosto
Não vai mudar
Maximo Augusto
Olha que te dou um susto
Hiper mortal

As veses me pergunto
Conde onde voce está?
Será se não te vejo
Apagaram a luz
Escondemos um do outro
E vivemos em um
Eterno desencontro
Não tem forma de nos endermos
Nunca falamos, nós dois
Não recebo as senhas de seu coração
Não entendo os caminhos
Por onde voce vai
Aonde voce esta indo
Egoista generoso
Cavaleiro medieval
Voce é doce e carinhoso
Mas as vezes me trata mal
Será um principe azul
Mas que se disfarça de animal
O que o Conde esconde? (Conde)
Quem sabe onde? (onde)
Com suas mil caras
Faz da vida um carnaval (yeyeyeye)
Maximo Augusto
Eu não gosto
só da desgosto
Não vai mudar
Maximo Augusto
Olha que te dou um susto
Hiper mortal

Enviada por Daiza. Revisões por 2 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Floricienta

Ver todas as músicas de Floricienta