Douce France

Charles Trénet

Original Tradução Original e tradução
Douce France

Il revient à ma mémoire
Des souvenirs familiers
Je revois ma blouse noire
Lorsque j'étais écolier
Sur le chemin de l'école
Je chantais à pleine voix
Des romances sans paroles
Vieilles chansons d'autrefois

Douce France
Cher pays de mon enfance
Bercée de tendre insouciance
Je t'ai gardée dans mon cœur

Mon village au clocher aux maisons sages
Où les enfants de mon âge
Ont partagé mon bonheur
Oui je t'aime
Et je te donne ce poème
Oui je t'aime
Dans la joie ou la douleur
Douce France
Cher pays de mon enfance
Bercée de tendre insouciance
Je t'ai gardée dans mon cœur

J'ai connu des paysages
Et des soleils merveilleux
Au cours de lointains voyages
Tout là-bas sous d'autres cieux
Mais combien je leur préfère
Mon ciel bleu mon horizon
Ma grande route et ma rivière
Ma prairie et ma maison

Douce France
Cher pays de mon enfance
Bercée de tendre insouciance
Je t'ai gardée dans mon cœur!
Mon village au clocher aux maisons sages
Où les enfants de mon âge
Ont partagé mon bonheur
Oui je t'aime
Et je te donne ce poème
Oui je t'aime
Dans la joie ou la douleur
Douce France
Cher pays de mon enfance
Bercée de tendre insouciance
Je t'ai gardée dans mon cœur

Doce França

Vêm à memoria
Lembranças familiares
Eu vejo meu uniforme preto
De quando era estudante
No caminho da escola
Eu cantava bem alto
Romances sem palavras
Velhas canções de outras épocas

Doce França
Querido país de minha infância
Embalado por uma terna despreocupação
Eu te guardei em meu coração!
Meu vilarejo, o campanário, as casas antigas
Onde as crianças da minha idade
Partilhavam de minha felicidade
Sim, eu te amo
E te dou este poema
Sim, eu te amo
Na alegria ou na dor
Doce França
Querido país de minha infância
Embalado por uma terna despreocupação
Eu te guardei em meu coração!

Eu conheci paisagens
E sóis maravilhosos
Durante longas viagens
Tudo lá está embaixo de outros céus
Mas como eu o prefiro
Meu céu azul, meu horizonte
Minha estrada principal e meu rio
Meu prado e minha casa

Doce França
Querido país de minha infância
Embalado por uma terna despreocupação
Eu te guardei em meu coração!
Meu vilarejo, o campanário, as casas antigas
Onde as crianças da minha idade
Partilhavam de minha felicidade
Sim, eu te amo
E te dou este poema
Sim, eu te amo
Na alegria ou na dor
Doce França
Querido país de minha infância
Embalado por uma terna despreocupação
Eu te guardei em meu coração!

Composição: Charles Trénet
Revisões por 4 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog