Ojos Color Sol (part. Silvio Rodríguez)

Calle 13

Original Tradução Original e tradução
Ojos Color Sol (part. Silvio Rodríguez)

Hoy el Sol se escondió y no quiso salir
Te vio despertar y le dio miedo de morir
Abriste los ojos y el Sol guardó su pincel
Porque tú pintas el paisaje mejor que él

Cuando amanece, tu lindura
Cualquier constelación se pone insegura
Tu belleza huele a mañana
Y me da de comer durante toda la semana

Tus ojos hacen magia, son magos, los abriste
Y ahora se reflejan las montañas en los lagos
La única verdad absoluta
Es que cuando naciste tú
A los arboles le nacieron frutas

Naranja dulce, siembra de querube
Como el Sol tenía miedo se escondió en una nube
Hoy el Sol no hace falta está en receso
La vitamina d, me la das tú con un beso

La Luna sale a caminar siguiendo tus pupilas
La noche brilla original después que tú la miras
Ya nadie sabe ser feliz a costa del despojo
Gracias a ti y a tus ojos

Eres un verso en reversa, un riverso
Despertaste y le diste vuelta a mi universo
Ahora se llega a la cima, bajando por la sierra
La tierra ya no gira, tú giras por la tierra
En la guerra se dan besos, ya no se pelean
Hoy las gallinas mugen y las vacas cacarean
Las lombrices y los peces pescan los anzuelos
Se vuela por el mar y se navega por el cielo

Crecen flores en la arena, cae lluvia en el desierto
Ahora los sueños son reales, porque se sueña despierto
Y ese sueño es seguro y así se reproduce
Y la inocencia por fin no se esconde de las luces
La escasez de comida se vuelve deliciosa
Porque tenemos la barriga llena de mariposas
La galaxia revela su comarca escondida
Y en la tierra parece que comienza la vida

La Luna sale a caminar siguiendo tus pupilas
La noche brilla original después que tú la miras
Ya nadie sabe ser feliz a costa del despojo
Gracias a ti y a tus ojos

En la academia militar enseñan medicina
Y los banqueros ahora dan viviendas y comidas
Ya nadie sabe ser feliz a costa del despojo
Gracias a ti y a tus ojos

Olhos da Cor do Sol

Hoje o Sol se escondeu e não quis sair
Te viu despertar e teve medo de morrer
Você abriu os olhos e o Sol guardou seu pincel
Porque você pinta a paisagem melhor que ele

Quando amanhece, teu encanto
Qualquer constelação se sente insegura
Tua beleza exala a manhã
E me dá de comer durante toda a semana

Seus olhos fazem mágica, são mágicos, vocês os abriu
E agora, as montanhas se refletem nos lagos
A única verdade absoluta
É que quando você nasceu
Nas árvores nasceram frutas

Laranja doce, fruto de um querubim
Como o Sol tinha medo, se escondeu em uma nuvem
Hoje o Sol não faz falta, está em recesso
A vitamina D, você me repõe com um beijo

A Lua sai a caminhar seguindo suas pupilas
A noite brilha de forma única depois que você a olha
Ninguém sabe ser feliz a custa da perda
Graças a você e a seus olhos

Você é um verso no sentido inverso, um reverso
Despertou e deu volta ao meu universo
Agora chega lá em cima, baixando pela serra
A terra já não gira, você gira pela terra
Na guerra se dão beijos, já não brigam
Hoje as galinhas mugem e as vacas cacarejam
As minhocas e os peixes pescam os anzóis
Se voa pelo mar e se navega pelo céu

Crescem flores na areia, cai chuva no deserto
Agora os sonhos são reais, porque se sonha acordado
Esse sonho é seguro e assim se reproduz
E a inocência por fim não se esconde das luzes
A falta de comida se torna deliciosa
Porque temos a barriga cheia de borboletas
A galáxia revela sua região escondida
E na terra parece que começa a vida

A Lua sai a caminhar seguindo suas pupilas
A noite brilha única depois que você a olha
Ninguém sabe ser feliz a custa da perda
Graças a você e a seus olhos

Na academia militar, ensinam medicina
E os banqueiros agora dão moradia e alimento
Ninguém sabe ser feliz a custa da perda
Graças a você e a seus olhos

Composição: . Silvio Rodríguez / Calle 13
Enviada por Guilherme e traduzida por Lucas. Legendado por Olir e Geovana. Revisões por 7 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog