Speed the Collapse

Metric

Original Tradução Original e tradução
Speed the Collapse

All the way from where we came
Built a mansion in a day
Distant lightening, thunder claps
Watched our neighbor's house collapse
Looked the other way

And then the storm was overhead
All the oceans boiled and rivers bled

We auctioned off our memories
In the absence of a breeze

Scatter what remains
Scatter what remains

Pushed away I'm pulled toward
A comedown of revolving doors
Every warning we ignored
Drifting in from distant shores
The wind presents a change of course
A second reckoning of sorts
We were wasted waiting for
A comedown of revolving doors

Fate don't fail me now

And when the days that followed past
In another mansion built to last
From our windows we could see
Only possibilities down the road and back

But then the storm returned for more
In A comedown of revolving doors
We auctioned off our memories
In the absence of a breeze

Scatter what remains
Scatter what remains

Pushed away I'm pulled toward
A comedown of revolving doors
Every warning we ignored
Drifting in from distant shores
The wind presents a change of course
A second reckoning of sorts
We were wasted waiting for
A comedown of revolving doors

Fate don't fail me now

Acelerar o Colapso

Ao longo de todo o caminho pelo qual viemos
Construímos uma mansão em um dia
Relâmpagos ao longe, trovoadas
Assistimos ao colapso da casa do nosso vizinho
Olhamos para o outro lado

E então a tempestade se anunciou no céu
Todos os oceanos ferveram e os rios sangraram

Nós leiloamos nossas memórias
Na ausência de uma brisa

Espalhe o que resta
Espalhe o que resta

Afastada, sou puxada pra perto
Uma queda por entre portas giratórias
Cada aviso nós ignoramos
Boiando no litoral desde praias remotas
O vento apresenta uma mudança de curso
Uma espécie de segundo acerto de contas
Nós fomos desperdiçados à espera de
Uma queda por entre portas giratórias

Destino não me falhe agora

E nos dias que se seguiram
Em outra mansão construída para durar
De nossas janelas nós podiamos ver
Somente possibilidades estrada afora e de volta

Mas então a tempestade voltou para mais
Numa queda por entre portas giratórias
Leiloadas nossas memórias
Na ausência de uma brisa

Espalhe o que resta
Espalhe o que resta

Afastada, sou puxada pra perto
Uma queda por entre portas giratórias
Cada aviso nós ignoramos
Boiando no litoral desde praias remotas
O vento apresenta uma mudança de curso
Uma espécie de segundo acerto de contas
Nós fomos desperdiçados à espera de
Uma queda por entre portas giratórias

Destino não me falhe agora

Composição: Metric
Enviada por Lucas e traduzida por Lysander. Legendado por Thiago. Revisão por Kauê.
Viu algum erro? Envie uma revisão.


Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Metric

Ver todas as músicas de Metric