Curvas (part. Luccas Carlos)

Kayuá

Eu destravei

Eu destravei o freio dessa língua pelas curvas do teu corpo
Eu destravei o freio dessa língua pelas curvas do teu corpo
Quem se perdeu, lamento, são nelas que eu me acho
Quem se perdeu, lamento, são nelas que eu me acho
Pelas curvas, pelas curvas
Pelas curvas, pelas curvas

Fazendo amor com ódio, testando limites do corpo
Conheço atalhos, prefiro descobrir caminhos
Faço o que te der prazer
Como quiser, o tempo que for
Tipo sorvete no calor, te chupo com gosto
Minha língua rege expressões no seu rosto
É nele que ela pede
Tapa vira carinho
Ofensa, elogio
Conheço atalhos, prefiro descobrir caminhos
Pervertida tem sede, logo cede
Submissa, diz: Faz o que quiser fazer
Eu faço o que te der prazer
Como quiser, o tempo que for
Como quiser, e o tempo que for
Como quiser, e o tempo que for
Como quiser, o tempo que for

Eu destravei essa mina, ela tá me deixando louco
Viciou tipo adrenalina, muito me parece pouco
Eu devo tá ficando maluco
Ela deve tá brincando comigo
Ela bandida e eu bandido
Me fez esquecer dos meus planos
Cordão de elo cubano ela quer
Paris final de semana ela quer
Bota o celular no modo avião
Sua voz é a música que eu quero ouvir
Não é difícil dizer o que ela quer
Mais um final de semana ela quer
Pôs o celular no modo avião
Minha voz é a música que ela quer ouvir

O que quiser fazer
Faça o que quiser fazer
Como quiser, o tempo que for
Eu já te disse
Faça o que quiser fazer
Como cê quiser fazer
Como quiser, o tempo que for
O tempo que for


Posts relacionados

Ver mais no Blog