La Canción del 2020

David Rees

Original Tradução Original e tradução

Tradução automática via Google Translate

La Canción del 2020

Maratones de deporte en casa
Y bizcochos por videollamada
El colegio y la universidad
Teletrabajas en pijama y desde el sofá

Mascarilla para ir al metro
Que hay un bicho muy raro suelto
Coronavirus, ¿Eso de qué va?
Tú estás en medio de una pandemia mundial

Sin noches de fiesta, sin ir en avión
Supermercados sin leche y arroz
Los hospitales están a full
El higienizante, lo más cool

Hay ovnis por el cielo
En cuarentena el planeta entero
Al balcón para ver qué pasa
No sabemos si el mundo se acaba

Y cuando parecía que venía la tercera guerra mundial
Solo era Anonymous volviendo a la red social
Con Kanye West for president
Me miró y la miré
Aunque hay días que no salga el Sol
Al menos puedo bailar en tik tok

Dos mil veinte, vino fuerte
Pandemias y desastres mundiales
Tú solo quieres que acabe
Dos mil veinte, no es para siempre
Pandemias y desastres mundiales
Y ahora somos más fuertes que antes

Para pa, para pa pa
Para pa, para pa pa
Para pa, para pa pa ra

Tsunamis, explosiones, huracanes y aviones
Y volcanes, terremotos, inundaciones
Que no vuelva a incendiarse Australia
Pobres plantas, pobres koalas
Que no vuelva la avispa asesina
¿O será que en Venus hay vida?
Últimamente nos sentimos solos
Que alguien nos salve de todo

Por los que ya no están, yo lloré
Por Black Panther y Kobe también
Y por un beso de la flaca yo daría
Lo que fuera, porque volviera Pau Donés

Seguimos gritando Black Lives Matter
Por George Floyd y los que faltan
Hasta que haya justicia no habrá paz, no habrá paz (mmm)

Y que difícil el amor
En tiempos de covid, olvídalo
Me temo que ligar no es una opción
Y a mí me rompieron el corazón

Pero quiero agradecérselo a quien me lo rompió
Ahora, estoy seguro, encontraré a alguien mejor
Y todas las canciones que me hiciste escribir
Te las dedico, mi amor

Dos mil veinte, vino fuerte
Pandemias y desastres mundiales
Tú solo quieres que acabe
Dos mil veinte, no es para siempre
Pandemias y desastres mundiales
Y ahora somos más fuertes que antes

Para pa, para pa pa
Para pa, para pa pa
Para pa, para pa pa ra

¿Y quién de aquí es el impostor?
Yo solo soy un tripulante buscando mi misión
Refugiarme en alguna canción
Encontrar mi sitio entre todo este descontrol

Y a los años que vienen yo solo les pido
Salud y buenas vibras pa' ti, pa' mí y pa' los míos
Más amor, más arte
Más besos, más abrazarte
Y cuando sea mayor y viejo
Contarle a mis hijos y nietos

Las historias que nos ha dejado
(Para pa, para pa pa ra) aquel año tan raro
(Para pa, para pa pa) por mucho que pasen los años
(Para pa, para pa pa ra) esto se queda grabado

Y por fin cancelamos la cultura de la cancelación
Aunque los haters sigan ladrando pobres déjalos
Boo sigue nadando supera los 100 millones
Y con el me saco un disco pa' callar a esos matones
Y aunque parecía que ya nada iba bien tuve que alejarme
De los medios para ver todo lo bueno
Que se nos ha escapado como que hay más matrimonio igualitario
El mundo ha luchado por ser menos racista
Segunda persona se ha curado del SIDA
Y hay menos contaminación por estado en casita

(Para pa, para pa pa ra)
(Para pa, para pa pa)
(Para pa, para pa pa ra)

A Canção de 2020

Maratonas de esportes em casa
E cupcakes por videochamada
Faculdade e universidade
Você se locomove de pijama e do sofá

Máscara para ir ao metrô
Que há um bug muito estranho à solta
Coronavírus, do que se trata?
Você está no meio de uma pandemia global

Sem noites de festa, sem passagens de avião
Supermercados sem leite e arroz
Hospitais estão cheios
O desinfetante, o mais legal

Existem OVNIs no céu
Colocou todo o planeta em quarentena
Para a varanda para ver o que acontece
Não sabemos se o mundo está acabando

E quando parecia que a terceira guerra mundial estava chegando
Era apenas o Anonymous voltando para a rede social
Com Kanye West para presidente
Ela olhou para mim e eu olhei para ela
Embora haja dias em que o sol não nasce
Pelo menos eu posso dançar tik tok

Dois mil e vinte, veio forte
Pandemias e desastres globais
Você só quer que acabe
Dois mil e vinte não é para sempre
Pandemias e desastres globais
E agora estamos mais fortes do que antes

Para pa, para pa pa
Para pa, para pa pa
Para pa, para pa ra

Tsunamis, explosões, furacões e aviões
E vulcões, terremotos, inundações
Não deixe a Austrália pegar fogo novamente
Plantas pobres, coalas pobres
Não deixe a vespa assassina voltar
Ou será que existe vida em Vênus?
Ultimamente nos sentimos sozinhos
Alguem nos salve de tudo

Por aqueles que se foram, eu chorei
Por Black Panther e Kobe também
E por um beijo da magrinha eu daria
Fosse o que fosse, porque Pau Donés voltou

Continuamos gritando que vidas negras importam
Por George Floyd e os desaparecidos
Até que haja justiça, não haverá paz, não haverá paz (mmm)

E quão difícil é o amor
Em tempos de cobiça, esqueça
Receio que flertar não seja uma opção
E eles quebraram meu coração

Mas eu quero agradecer a quem quebrou para mim
Agora tenho certeza que vou encontrar alguém melhor
E todas as músicas que você me fez escrever
Eu os dedico a você meu amor

Dois mil e vinte, veio forte
Pandemias e desastres globais
Você só quer que acabe
Dois mil e vinte não é para sempre
Pandemias e desastres globais
E agora estamos mais fortes do que antes

Para pa, para pa pa
Para pa, para pa pa
Para pa, para pa ra

E quem aqui é o impostor?
Eu sou apenas um membro da tripulação procurando minha missão
Refugie-se em alguma música
Encontre meu lugar em meio a toda essa falta de controle

E nos anos que virão eu só peço
Saúde e boas vibrações para você, para mim e para o meu
Mais amor, mais arte
Mais beijos, mais abraços voce
E quando eu for mais velho e mais velho
Diga aos meus filhos e netos

As histórias que ele nos deixou
(Pa pa, pa pa) aquele ano estranho
(Para pa, para pa pa) não importa como os anos passem
(Pa pa, pa pa) fica gravado

E, finalmente, cancelamos a cultura do cancelamento
Embora os odiadores continuem latindo pobres, deixe-os
Boo continue nadando acima de 100 milhões
E com ele eu consigo um registro para calar aqueles bandidos
E embora parecesse que nada estava indo bem, eu tive que ir embora
Dos meios para ver tudo de bom
Que escapamos porque há um casamento mais igualitário
O mundo tem lutado para ser menos racista
Segunda pessoa foi curada da AIDS
E há menos poluição por estado em Casita

(Para pa, para pa)
(Para pa, para pa pa)
(Para pa, para pa)

Composição: David Rees
Enviada por Taylor. Revisões por 3 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de David Rees

Ver todas as músicas de David Rees