Prière

Touhou

Original Tradução Original e tradução
Prière

Tsumetai kono heya kogoeru kuchibiru
Kasuka ni tomoshi ta kumo no ito yurameku
Yoru no seijaku wo kaki kesu amaoto
Konya mo tooku de kanashii koe gasuru

Usu gurai rouka ni yasashi ku ukabu garasu no
Silhouette
Mado ni tsutau shizuku namida no you ni
Kobore ochi teku

Yami ni negai wo tsuki ni inori wo
Sora takaku mae kurenai no tsubasa
Fuyu no kodoku wo haru ni toka shite
Towa ni sasage ru watashi no subete wo

Sadame ni yabureta tobenai karasu ga
Konya mo yorisoi kasureta koe de naku

Kiesou na akari wo yasashiku tsutsumu
Shinku no velours
Hoho ni tsutau namida kanashimi koete
Kagayaku made ha

Yami ni negai wo tsuki ni inori wo
Ano hi no yume wo keshitari shinai de
Haru no inochi wo natsu ni kogashite
Ikusennen mo toki wo neketeyuku

Yami ni negai wo tsuki ni inori wo
Sora takaku mae kurenai no tsubasa
Fuyu no kodaku wo haru ni taku shite
Towa ni sasage ru watashi no subete wo

Kurikaesu toki no inadzuma
Moeaga ru bara no jounetsu
Yoake ni sotto hikari sashi ta

Yami ni negai wo tsuki ni inori wo
Sora takaku mae kurenai no tsubasa
Fuyu no kodaku wo haru ni taku shite
Towa ni sasaye ru watashi no subete wo
Kono yo no subete ni

Oração

A sala em que estou está tão fria, está a congelar meus pobres lábios
E nesta minha sala decadente, uma teia de aranha brilha delicadamente
O silêncio cobre a noite, e o som da chuva
A noite foi afogada sobre choros de uma triste voz

Entre esses melancólicos corredores, despercebidos,
Uma silhueta aparece atraz do vidro,
Observando as gotas de água sobre a janela que cai como
Suas próprias lágrimas

Rezo nessa noite sombria para a lua do anoitecer
Enquanto essas minhas rubras asas dançam pelo céu,
Aquele "Como o Inverno vira Primavera, deixe a solidão derreter-se"
Para sempre dedicarei-me á minha verdadeira e única Oração

O pássaro no qual o destino foi destruído
Hoje á noite, que novamente chora com sua rouca voz, aconchegou-se

Gentilmente cubro a luz que parece desaparecer sobre um
Velório escarlate
Enquanto essas lágrimas que escorrem pela minha face
Superem a tristeza, brilhe

Rezo nessa noite sombria para a lua do anoitecer
"Por favor, não apague os sonhos meus daquele dia"
Arda a vivacidade da primavera em verão
Entre incontáveis milhares de anos, o tempo passa

Rezo nessa noite sombria para a lua do anoitecer
Enquanto essas minhas rubras asas dançam pelo céu,
Aquele "Como o Inverno vira Primavera, deixe a solidão derreter-se"
Para sempre dedicarei-me á minha verdadeira e única Oração

Novamente parece como se o tempo piscou como um raio
E como uma apaixonada sedução, arde em chamas.
Posso ver a distante e delicada luz da aurora...

Rezo nessa noite sombria para a lua do anoitecer
Enquanto essas minhas rubras asas dançam pelo céu,
Aquele "Como o Inverno vira Primavera, deixe a solidão derreter-se"
Para sempre dedicarei-me á minha verdadeira e única Oração
... Á qualquer coisa em meu mundo.

Composição: Nana Takahashi
Enviada por Twinfools.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog