Aprenda inglês com a maior plataforma de letra de música da América Latina
Participar

This is Not America (part. Ibeyi)

Residente

Original Tradução Original e tradução
This is Not America (part. Ibeyi)

Estamo' aquí
Oye, que estamo' aquí
Mérame, estamo' aquí

Desde hace rato, cuando ustedes llegaron
Ya estaban las huellas de nuestros zapatos
Se robaron hasta la comida'e gato
Y todavía se están lamiendo el plato

Bien encabrona'o con estos ingratos
Hoy le doy duro a los tambores
Hasta que me acusen de maltrato
Si no entiendes el dato
Pues te lo tiro en cumbia
Bossanova, tango o vallenato

A lo calabó y Bambú, bien Frontú
Con sangre caliente como Timbuktu
Estamos dentro del menú
2pac se llama 2pac por Túpac Amaru del Perú

América no es solo USA, papá
Esto es desde Tierra del Fuego hasta Canadá
Hay que ser bien bruto, bien hueco
Es como decir que África es solo Marruecos

A estos canallas
Se les olvidó que el calendario que usan se lo inventaron los Mayas
Con La Valdivia Precolombina
Desde hace tiempo, ah
Este continente camina

Pero ni con toda la marina
Pueden sacar de la vitrina la peste campesina
Esto va pa'l capataz de la empresa
El machete no solo es pa' cortar caña
También es pa’ cortar cabezas

Aquí estamos, siempre estamos
No nos fuimos, no nos vamos
Aquí estamos pa' que te recuerdes
Si quieres, mi machete te muerde

Aquí estamos, siempre estamos
No nos fuimos, no nos vamos
Aquí estamos pa' que te recuerdes
Si quieres, mi machete te muerde, ah

Si quieres, mi machete te muerde, ah
Si quieres, mi machete te muerde, ah
Si quieres, mi machete te muerde, ah

Te muerde, ah
Te muerde, ah

Los paramilitares, la guerrilla
Los hijos del conflicto, las pandillas
Las listas negras, los falsos positivos
Los periodistas asesinados, los desaparecidos

Los narcos gobiernos, todo lo que robaron
Los que se manifiestan y los que se olvidaron
Las persecuciones, los golpes de Estado
El país en quiebra, los exiliados
El peso devaluado

El tráfico de droga, los carteles
Las invasiones, los emigrantes sin papeles
Cinco presidentes en once días
Disparo a quema ropa por parte de la policía

Más de cien años de tortura
La nova trova cantando en plena dictadura
Somos la sangre que sopla la presión atmosférica

Gambino, mi hermano
Esto sí es América

Aquí estamos, siempre estamos
No nos fuimos, no nos vamos
Aquí estamos pa' que te recuerdes
Si quieres, mi machete te muerde

Aquí estamos, siempre estamos
No nos fuimos, no nos vamos
Aquí estamos pa' que te recuerdes
Si quieres, mi machete te muerde, ah

Si quieres, mi machete te muerde, ah
Si quieres, mi machete te muerde, ah
Si quieres, mi machete te muerde, ah

Te muerde, ah
Te muerde, ah

Esta Não É a América (part. Ibeyi)

Estamos aqui
Ouça, que estamos aqui
Olha pra mim, estamos aqui

Há um tempo, quando vocês chegaram
As pegadas dos nossos sapatos já estavam aqui
Roubaram até a comida do gato
E ainda estão lambendo o prato

Muito puto com esses ingratos
Hoje vou rufar forte os tambores
Até me acusarem de maus tratos
Se você não sabe interpretar dados
Bem, então te demonstro em cumbia
Bossa nova, tango ou vallenato

Firme como Ilomba e Bambu, muito Frontú
Com sangue quente tipo Timbuktu
Estamos incluídos no menu
2pac se chama 2pac pelo Túpac Amaru do Peru

A América não é apenas os EUA, mano
Ela vai desde a Terra do Fogo até o Canadá
Tem que ser muito ignorante, muito cabeça-oca
É tipo dizer que África é só o Marrocos

Esses canalhas
Se esqueceram que o calendário que eles usam foi inventado pelos Maias
Com a Valdívia pré-colombiana
Há muito tempo, ah
Este continente já anda

Mas nem mesmo com toda a marinha
Eles conseguem jogar a peste rural pela janela
Essa aqui vai para o feitor da empresa
O facão não serve só pra cortar cana
Também serve pra cortar cabeças

Estamos aqui, estamos sempre
Nós não fomos embora, nós não vamos
Estamos aqui pra você se lembrar
Se você quiser, meu facão vai te pegar

Estamos aqui, estamos sempre
Nós não fomos embora, nós não vamos
Estamos aqui pra você se lembrar
Se você quiser, meu facão vai te pegar, ah

Se você quiser, meu facão vai te pegar, ah
Se você quiser, meu facão vai te pegar, ah
Se você quiser, meu facão vai te pegar, ah

Te pegar, ah
Te pegar, ah

Os paramilitar, a guerrilha
Os filhos do conflito, as gangues
Listas negras, os falsos positivos
Os jornalistas assassinados, os desaparecidos

Os governos de milícia, tudo que eles roubaram
Aqueles que se manifestam e os que foram esquecidos
As perseguições, os golpes de Estado
O país falido, os exilados
A moeda desvalorizada

O tráfico de drogas, os cartéis
As invasões, os imigrantes sem documentos
Cinco presidentes em onze dias
Baleado à queima-roupa pela polícia

Mais de cem anos de tortura
A nova trova cantando em plena ditadura
Somos o sangue que sopra a pressão atmosférica

Gambino, meu irmão
Esta, sim, é a América

Estamos aqui, estamos sempre
Nós não fomos embora, nós não vamos
Estamos aqui pra você se lembrar
Se você quiser, meu facão vai te pegar

Estamos aqui, estamos sempre
Nós não fomos embora, nós não vamos
Estamos aqui pra você se lembrar
Se você quiser, meu facão vai te pegar, ah

Se você quiser, meu facão vai te pegar, ah
Se você quiser, meu facão vai te pegar, ah
Se você quiser, meu facão vai te pegar, ah

Te pegar, ah
Te pegar, ah

Composição: Lisa-Kainde Diaz / Naomi Diaz / Residente / Trooko
Enviada por Gustavo e traduzida por Gustavo. Legendado por Gustavo.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Você não precisa da tradução para entender essa letra!

Participe do evento e aprenda inglês com música

Quero participar

Posts relacionados

Ver mais no Blog