Ariana

NaBrisa

Ver o Sol nos olhos do ser escuro que somos nós
Tão inseguros, tão no mergulho, no ego sujo de cada voz
Eu não sei o que pensar, ah, fala sério
Vai falar que não te atrai
Essa mentira desse pecado que separou você de mim?

Eu preciso pensar, preciso parar, então, amor me dá um tempo
Diz que eu sou bipolar, talvez seja só o meu instinto ariana
Querendo arrumar problema, poupe-me dos seus conselhos
De como levar minha vida, na pupila do olho eu logo vejo quem tu é
Desde pivete a minha mãe já me dizia que quem fala olhando no meu olho
Olha no meu olho, é nessas pessoas que talvez eu deva confiar
Mas eu confiei em tudo, acreditei no mundo
Até que numa piscada eu fui enganada
Já não consigo confiar em nada
Nem mesmo se pela janela da minha alma tentarem me seduzir com
O hype na bandeja e a Glock na cintura
Cabelo disfarçado, olhando minhas pintura
E eu na rua, na rua, vagava sozinha olhando a Lua, ai ai ai ai

Eu não quero te ver mais, não
Eu não quero te ver mais

Mas eles querem me matar
Eu quero fugir do assalto
Porque eu sou como o vento, tô no ar
Vai ter que me respirar
E hoje eu não quero transar
Mas aperta um baseado, brisa leve leva ele, leva lá, yeah
E eu preciso parar de me afogar num bagulho que é só momento
E se alguém perguntar de mim, como eu tô, só dizer que tá tudo bem

Eu não quero te ver mais
Isso não é bom, nem pra você e pra mim
E eu não quero me esconder mais
Tu não me vê, mas pode me sentir, sentir

Eu sou como o vento
Eu não quero te ver mais
E eu não quero te ver mais
Mas eles querem me matar
Eu quero fugir do assalto
Porque eu sou como o vento, tô no ar
Vai ter que me respirar
E hoje eu não quero transar
Mas aperta um baseado brisa leva, leva
Eu não quero te ver mais
Eu não quero te ver mais
Eu sou como o vento

Composição: Nabrisa Tonett / Nabrisa / Sabrina Gonçalves
Enviada por Martha. Revisão por Mayh.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog