Bala de Vento

Ilessi

Vinha tecendo seu chicote
Por um galope só
Bala de vento nem servia
Passos em cor
Prazo de amor

Bom pra danar
Lenda virou
Bom pra danar
Lenda virou

Rasgo nos véus das palestinas
Grande demolidor
Não quis ser visto nas ruínas
Não se entregou
Nem quando alguém

Lhe preparou
Novas ciladas
Lhe preparou
Novas ciladas

Deu na pedra com pedra
Cabeça e cabeça
Morrendo de pressa
Na glória da raça
Comendo a desgraça sem dor nem farinha

Deu na pedra com pedra
Cabeça e cabeça
Morrendo de pressa
Na glória da raça
Comendo a desgraça sem dor nem farinha

Viveu assim, bala de vento
Bala de luz, de pensamento
Viveu assim, bala de vento
Bala de luz, de pensamento

Rasgo nos véus das palestinas
Grande demolidor
Não quis ser visto nas ruínas
Não se entregou
Nem quando alguém

Lhe preparou
Novas ciladas
Lhe preparou
Novas ciladas

Viveu assim, bala de vento
Bala de luz, de pensamento
Viveu assim, bala de vento
Bala de luz, de pensamento

Composição: Manduka
Enviada por Beatriz.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Ilessi

Ver todas as músicas de Ilessi