Cancelado

Fabio Brazza

Eu sei que você me odeia
Talvez eu tenha te dado razões pra tal
Talvez você não goste das canções, normal
Ninguém é obrigado a gostar, não tô aqui pra agradar geral
Na moral, não espero que me aceite
Fala mal, mas pelo menos me respeite
Enquanto você fala, fala, o Brazza rala, rala
Pra fazer meu som pesar bem mais que o dobro do seu hate
No fim do dia cê queria tá no meu lugar
Mas se falasse menos, parceiro, quem sabe tava lá
Se não curte meu trampo, então por quê
Que toda vez que eu posto um som, é sempre o primeiro a comentar
Mas se me visse na rua, ia dar um jab?
Ou só tem coragem de falar na web?
Será que não percebe
No fim tá me ajudando
Pois gostando ou odiando
É por play que se recebe
Mas preciso confessar, algumas críticas suas me fizeram refletir e mudar
Você também me fez enxergar
Que eu não era tão bom assim como achava e que precisava melhorar
Mas antes de julgar, tenta entender
O que você pensa de mim diz mais sobre mim ou sobre você?
No fim do dia, esse ódio é seu
E acredite, o meu maior hater sou eu
Pra ser melhor, me jogo tanta pressão
Que preciso vigiar pra não virar depressão
Eu já caí nessa armadilha e não quero voltar
E o seu ódio muitas vezes quase me joga lá
Só porque eu tô sorrindo numa foto, não quer dizer que eu tô bem
Do outro lado tem uma angústia também
Toma cuidado com o que diz porque às vezes
É um comentário desses que enterra o sonho de alguém
Você não sabe nem metade do que eu passo
Não entende a dor e as lágrimas do palhaço
Não anda com meus pés e nem amarra o meu cadarço
Então por quê que se preocupa tanto com o que eu faço?
Talvez você não curta porque pense que eu tô bem
Enquanto você luta pra fazer o seu também
Eu sei que tive truta privilégio, mas só vou carregar a culpa
Se eu não devolver essa porra pra ninguém
Não vem me comparar com seu artista favorito
Ou vai brigar a esmo, será que ainda não entendeu?
Minha luta não é com ele, ou com você, é comigo mesmo
E eu só vou ganhar quando eu for melhor que eu!

E eu só quero ser o melhor de mim
Eu só quero ser o melhor de mim

Eu sei que você me ama, mas não me idolatre, isso faz mal
Pra mim e pra você, isso faz mal
Idolatria é nociva até com Deus
Imagina eu, que não passo de um mero mortal
Olha pra mim, eu sou igual
Longe de ser esse homem ideal
Eu sou tão fraco, tão cheio de erros e preconceitos
Defeitos que escondo da sua rede social
Se soubesse quanta merda fiz, seria cancelado
Se soubesse quem eu sou, talvez ficaria frustrado
Eu já errei tantas vezes e vou continuar a errar
Até aprender o que eu preciso pra chegar em algum lugar
Por isso peço, não me idealize
Fique com o que eu tenho de bom, e perdoe meus deslizes
Talvez você não sabia
Mas aquela mensagem que você me mandou salvou o meu dia
Aquele show que eu pensei que ninguém ia
Quando vi você chegar, vibrei por dentro de alegria
Te ver na plateia cantando todos os sons
Me fez pensar, que apesar de tudo eu podia
Engraçado é que eu nem te conheço
Mas você me ama tanto, é, eu nem sei se eu mereço
Nem eu me amo tanto assim
Mas talvez você me ensine a enxergar o que ainda há de bom em mim
Talvez isso me ajude
Talvez isso me ilude, ou me confunde
Me fazendo pensar que eu sou alguém quando eu não sou ninguém
Quem sou eu pra pensar que eu sou alguém?
Ninguém sabe o dia de amanhã
E só quando você tombar
Vai descobrir realmente quem é seu fã
Por isso nunca se esqueça, parceiro
Antes de me abraçar, abraça sua mãe primeiro
É isso que vale da vida
Vagando em busca da fama, já fui parar numa estrada perdida
E nesse beco sem saída, descobri
Que de nada vale ser dono do mundo se não for o dono de si
Obrigado, meus fãs e haters
É sempre bom ter vocês por perto
No fim das conta, é isso aí
Eu sou foda ou sou um bosta?
Quer saber, os dois tão certo!

Composição: Fábio Brazza
Enviada por Raifaysal. Revisão por Flávio.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog