Moço da Capital

Eliane Camargo

Veio da cidade
Lá da capital
A coisa mais linda
Que em minha vida
Nunca vi igual

Entrou no meu peito
Feito um furacão
Me pegou de jeito
E levou, de graça
O meu coração

Ele é diferente
De tudo que sou
Eu gosto da terra
E da vida simples
Do interior

De ouvir a chuva
Cair no telhado
Aqui no meu canto
Eu vivo sossegada

Ele gosta de danceteria
De filosofia
E de andar na moda
Disso tudo, eu não entendo nada
A moda que eu conheço
É moda de viola

Ele fala de um jeito engraçado
Fico encabulada, mas é natural
O que importa
É o que o coração sente
E o amor da gente
Ganha no final

Pode até ser diferente
Mas, quando se ama
Fica tudo igual

Ele é diferente
De tudo que sou
Eu gosto da terra
E da vida simples
Do interior

De ouvir a chuva
Cair no telhado
Aqui no meu canto
Eu vivo sossegada

Ele gosta de danceteria
De filosofia
E de andar na moda
Disso tudo, eu não entendo nada
A moda que eu conheço
É moda de viola

Ele fala de um jeito engraçado
Fico encabulada, mas é natural
O que importa
É o que o coração sente
E o amor da gente
Ganha no final

Pode até ser diferente
Mas, quando se ama
Fica tudo igual

Composição: Maria Dapaz / Nino Marcos
Enviada por Anderson. Revisão por Anderson.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog