Noite de Iemanjá

Eliane Camargo

Noite serenou
Jangada na areia
No mar, tá chamando Iemanjá
Na maré cheia

Noite serenou
Jangada na areia
No mar, tá chamando Iemanjá
Na maré cheia

Jangadeiro parte
Que teu mar te chama
Pra navegar
Eu te amo tanto
E pedi a teu santo
Pra te guardar

Sua estrela-guia, oilê
Lá do céu, vai te espiar
A jangada vai correr
Tantos peixes, vai pescar

O sol forte queima, oilê
Vento vem te refrescar
Não espere anoitecer
Tá na hora de voltar

Noite serenou
Jangada na areia
No mar, tá chamando Iemanjá
Na maré cheia

Noite serenou
Jangada na areia
No mar, tá chamando Iemanjá
Na maré cheia

Jangadeiro, o manto
Da noite escura, cobriu o mar
Eu vejo no céu só um fogaréu
Da luz do luar

Foi você quem fez, oilê
Su estrela se apagar
A sereia te encantou
Você não vai mais voltar

Eu estou na areia, oilê
Começou a serenata
Uma, para de gemer
Para ouvir o meu chorar

Composição: Paiva / Doralice Rodrigues
Enviada por Anderson. Revisão por Anderson.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog