Estranha Saudade

Alaíde Costa

É uma estranha saudade
Mas de quem? De que? Pergunto a mim
Sei que procura morada
E o endereço é aqui
Anda desassossegada,
Confessou não mais querer partir,
Como está desabrigada
Fez refúgio em meu jardim;
Mas meu jardim não preparei
Pra que essa intrusa o habitasse
E o invadisse tal e qual ela fez
Ao se aninhar nos labirintos do meu coração,
Vá que ela fique amuada
E resolva então se evadir,
Meu medo é sentir saudade
Da saudade que fugiu.


Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Alaíde Costa

Ver todas as músicas de Alaíde Costa