Astral Weeks

Van Morrison

Original Tradução Original e tradução
Astral Weeks

If I ventured in the slipstream
Between the viaducts of your dream
Where immobile steel rims crack
And the ditch in the back roads stop
Could you find me?
Would you kiss-a my eyes?
To lay me down
In silence easy
To be born again
To be born again
From the far side of the ocean
If I put the wheels in motion
And I stand with my arms behind me
And I'm pushin' on the door
Could you find me?
Would you kiss-a my eyes?
To lay me down
In silence easy
To be born again
To be born again
There you go
Standin' with the look of avarice
Talkin' to Huddie Ledbetter
Showin' pictures on the wall
Whisperin' in the hall
And pointin' a finger at me
There you go, there you go
Standin' in the sun darlin'
With your arms behind you
And your eyes before
There you go
Takin' good care of your boy
Seein' that he's got clean clothes
Puttin' on his little red shoes
I see you know he's got clean clothes
A-puttin' on his little red shoes
A-pointin' a finger at me
And here I am
Standing in your sad arrest
Trying to do my very best
Lookin' straight at you
Comin' through, darlin'
Yeah, yeah, yeah
If I ventured in the slipstream
Between the viaducts of your dreams
Where immobile steel rims crack
And the ditch in the back roads stop
Could you find me
Would you kiss-a my eyes
Lay me down
In silence easy
To be born again
To be born again
To be born again
In another world
In another world
In another time
Got a home on high
Ain't nothing but a stranger in this world
I'm nothing but a stranger in this world
I got a home on high
In another land
So far away
So far away
Way up in the heaven
Way up in the heaven
Way up in the heaven
Way up in the heaven
In another time
In another place
In another time
In another place
Way up in the heaven
Way up in the heaven
We are goin' up to heaven
We are goin' to heaven
In another time
In another place
In another time
In another place
In another face

Semanas Astrais

Se eu me aventurasse no turbilhão
Entre os viadutos dos teus sonhos
Onde o aço imóvel se quebra
E o fosso das estradas secundarias termina
Conseguirias me encontrar?
Beijarias meus olhos?
Para me deitares
Em calmo silêncio
Para renascer
Para renascer
Da parte mais distante do oceano
Se eu puser as rodas em movimento
E aparecer com as mãos às costas
E estou forçando a barra
Conseguirias me encontrar?
Beijarias meus olhos?
Para me deitares
Em calmo silêncio
Para renascer
Para renascer
Aí estás
Parada com olhar de cobiça
Falando sobre Huddie Ledbetter
Mostrando quadros na parede
Murmurando no corredor
E apontando para mim
Aí estás, aí estás
Parada ao Sol, querida
Com os braços às costas
E os teus olhos antes
Aí estás
Cuidando bem do teu rapaz
Vendo se suas roupas estão ok
Calçando seus sapatinhos vermelhos
Vejo que sabes que as roupas dele estão ok
Calçando seus sapatinhos vermelhos
Apontando para mim
E aqui estou eu
De pé diante da tua detenção
Tentando fazer o melhor que posso
Olhando diretamente para ti
Indo até ti, querida
Yeah, yeah, yeah
Se eu me aventurasse no turbilhao
Entre os viadutos dos teus sonhos
Onde o aço imóvel se quebra
E o fosso das estradas secundarias termina
Conseguirias me encontrar?
Beijarias meus olhos?
Para me deitares
Em calmo silêncio
Para renascer
Para renascer
Para renascer
Num outro mundo
Num outro mundo
Numa outra época
Minha morada é no Alto
Não passo de um estranho neste mundo
Sou apenas um estranho neste mundo
Minha morada é no Alto
Num outro lugar
Bem longe
Bem longe
Fica no paraíso
Fica no paraíso
Fica no paraíso
Fica no paraíso
Numa outra época
Num outro lugar
Numa outra época
Num outro lugar
Bem longe
Bem longe
Estamos a caminho do paraíso
Estamos a caminho do paraíso
Numa outra época
Num outro lugar
Numa outra época
Num outro lugar
Num outro rosto

Composição: Van Morrison
Enviada por Flavius e traduzida por C. Revisão por Renato.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Dicionário de pronúncia

Ver mais palavras

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Van Morrison

Ver todas as músicas de Van Morrison