Sweet Thing

Van Morrison

Original Tradução Original e tradução
Sweet Thing

And I will stroll the merry way
And jump the hedges first
And I will drink the clear
Clean water for to quench my thirst
And I shall watch the ferry-boats
And they'll get high
On a bluer ocean
Against tomorrow's sky
And I will never grow so old again
And I will walk and talk
In gardens all wet with rain
Oh sweet thing, sweet thing
My, my, my, my, my sweet thing
And I shall drive my chariot
Down your streets and cry
'Hey, it's me, I'm dynamite
And I don't know why'
And you shall take me strongly
In your arms again
And I will not remember
That I even felt the pain.
We shall walk and talk
In gardens all misty and wet with rain
And I will never, never, never
Grow so old again.

Oh sweet thing, sweet thing
My, my, my, my, my sweet thing
And I will raise my hand up
Into the night time sky
And count the stars
That's shining in your eye
Just to dig it all an' not to wonder
That's just fine
And I'll be satisfied
Not to read in between the lines
And I will walk and talk
In gardens all wet with rain
And I will never, ever, ever, ever
Grow so old again.
Oh sweet thing, sweet thing
Sugar-baby with your champagne eyes
And your saint-like smile...

Doce Coisa

E eu caminharei de maneira alegre
E saltarei as cercas primeiro
E eu beberei a pura
Pura água para saciar minha sede
E vou assistir aos ferry-boats
E eles estarão bem altos
No oceano azul
Contra o céu do amanha
E eu nunca crescerei tanto novamente
E eu andarei e conversarei
Nos jardins todos molhados pela chuva
Oh Doce Coisa, Doce coisa
Minha, minha, minha doce coisa
E eu dirigirei meu carro
Por suas ruas e chorarei
Ei, sou eu, eu sou Dinamite
E não sei porque.
E você deve me pegar fortemente
Em seus braços novamente
E eu não lembrarei
Que eu ainda sentia dor
Nos caminharemos e conversaremos
Nos jardins, todos enevoados e molhados pela chuva
E eu nunca, nunca, nunca
Crescerei tanto novamente

Oh doce coisa, doce coisa
Minha, minha, minha, minha doce coisa
E eu levantarei minha mão
Na noite do céu
E contarei as estrelas
Que brilham em seus olhos
Só para esconder tudo em um "não estou nem ai"
Está tudo bem
E eu estarei satisfeito
Em não ler nas entrelinhas
E eu caminharei e conversarei
Nos jardins, todos molhados pela chuva
E eu nunca, nunca, nunca, nunca
Crescerei tanto novamente
Oh doce coisa, doce coisa.
Minha Doçura, com seus olhos de champanhe
E com seu sorriso imaculado.

Composição: Van Morrison
Enviada por ulisses e traduzida por Afranio.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Dicionário de pronúncia

Ver mais palavras

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Van Morrison

Ver todas as músicas de Van Morrison