The Odyssey

Symphony X

Original Tradução Original e tradução
The Odyssey

[Part I Odysseus' Theme / Overture]

[instrumental]

[Part II - Journey to Ithaca]

To the one that I love, my journey has begun
When our eyes meet once more there will be peace
The taste of your lips the warmth of your touch
Again, forever, two souls as one

Seems like forever that my eyes have been denied
Home, I've dreamed of home
I've been twenty years away from all I ever knew
To return would make my dream come true

Seasons of sorrow have stolen all my years
I miss the rolling hills of Ithaca
I've been through battles and cried a sea of tears
But the tide is changing, and with it all my fears

Yeah, I will return

Seems like forever that my eyes have been denied
Home, I've dreamed of home
I've been twenty years away from all I ever knew
To return would make my dream come true

Behold the sea and winds of Jove
We set sail guided by the stars above
The ports of Troy escape our view
A cold and stormy fate awaits our rendezvous

Onward we ride, into the raging fury
Setting our course by the Moon and Sun
We forge ahead seeking glory
Yet the journey has just begun

Onward we ride, nine days we braved her might
We are coming home

[Part III - The Eye]

Awakened at dawn, land dead ahead
With the winds of the morning we change course
No remorse, a place forbidden to all

Search all the grounds, find food and water
But journey not into the Caves of Woe
Long ago, a legend spoke of a beast

A thousand riches hidden deep within the stone
A thousand nightmares, mortal's blood forever flows

A mountainous black engulfed in a shadow
A bone-chilling growl and an Eye of Hate
A ghastly fate, held prisoner by the Eye

Yet he must sleep as the daylight fades
We focus our senses and sharpen our blade
We take aim, in silence we strike

A thousand riches hidden deep within the stone
A thousand nightmares, blood runs forever from the Eye

[Part IV - Circe (Daughter of the Sun)]

We sit adrift on the open sea
The gift of wind, by Zeus, concealed so carelessly
We break the waves on a course untrue
Across an endless plain of blue a new coast in view

We carouse with the maiden
Beneath her eyes the madness lies
In mystery

I drink deep from the chalice
Of gold and jade, my senses fade
I'm mesmerized

Stay like those before
I condemn you all from walk to crawl
Metamorphized

No, my will, it defies her
Speak the verse, lift the curse
She's mesmerized

Am I asleep?
Tell me, Daughter of the Sun
There's vengeance in the air and all things
All things must be undone

[Part V - Sirens]

Dire warnings
Told by the sorceress in white
False bringers of love, sirens
Echoing songs from above

Wings flowing
Floating on Sea of Lies
I defy their vision
Elysium swallows my cries

Embracing
Maidens of lust stimulate
And manipulate my senses
I welcome a watery grave

Tied steadfast to the mast
Tragedy awaits me
I'm falling victim
Betrayed by the sea

[Part VI - Scylla and Charybdis]

[Instrumental]

[Part VII - The Fate of the Suitors / Champion of Ithaca]

So this is home
In the guise of a beggar, Minerva guides my way
I find my kingdom in jeopardy

Vengeance, it swells within me
As I spy so many who eye my Queen
I'll make them pay for this blasphemy, all will see

Triumphant Champion of Ithaca
I will right all the wrongs
Let the Gods sing my song
Triumphant Champion of Ithaca
Let a new life begin
My journey has come to an end

A contest of valor
To pierce all the rings
In a single arrow's flight
Yet, not a one can string the bow

My veil of silence lifted
All is revealed
Revenge burns in my heart
Thrashing and slashing down all my foes
To claim the throne

Triumphant Champion of Ithaca
I will right all the wrongs
Let the Gods sing my song
Triumphant Champion of Ithaca
Let a new life begin
This is the end of my Odyssey

Seems like forever that my eyes have been denied
Home, I'm finally home
I've been twenty years away from all I ever knew
I have returned to make my dream come true

A Odisséia

[Parte I Tema de Odisseu / Abertura]

[instrumental]

[Parte II - Viagem à Ítaca]

Rumo àqueles que eu amo, minha jornada começou
Quando nossos olhos se encontrarem mais uma vez haverá paz
O sabor dos seus lábios, o calor do seu toque
Novamente, para sempre, duas almas como uma

Parece uma eternidade desde que meus olhos foram negados
Lar, estou sonhando com meu lar
Passei vinte anos longe de tudo que conheci
Regressar faria meus sonhos se tornarem realidade

Períodos de aflição roubaram todos os meus anos
Eu sinto falta das colinas ondulantes de Ítaca
Passei por batalhas e chorei um mar de lágrimas
Mas a maré está mudando, e com ela todos os meus medos

Yeah, eu voltarei

Parece uma eternidade desde que meus olhos foram negados
Lar, estou sonhando com meu lar
Passei vinte anos longe de tudo que conheci
Regressar faria meus sonhos se tornarem realidade

Contemple o mar e os ventos de Júpiter
Nós navegamos guiados pelas estrelas acima
Os portos de Troia fogem de nossa vista
Um destino frio e tempestuoso aguarda ao nosso encontro

Adiante vamos nós, para a fúria implacável
Definindo nosso curso pela Lua e pelo Sol
Nós avançamos em busca da glória
No entanto a jornada apenas começou

Adiante nós vamos - nove dias nós enfrentamos o poder dela
nós estamos voltando pra casa

[Parte III - O Olho]

Acordamos ao amanhecer - Terra a nossa frente
com os ventos da manhã, nós mudamos o curso
sem remorso, um lugar proibido para todos

Procurem em todas as terras, encontrem comida e água
Porém não se aventurem na Caverna do Infortúnio
Muito tempo atrás, uma lenda falou sobre uma besta

Mil riquezas escondidas profundamente na gruta
Mil pesadelos sangue de mortais jorra para sempre

Um montanhoso escuro envolto em sombras
Um rugido de gelar os ossos e um Olho de Ódio
Um destino terrível, feito prisioneiro pelo Olho

No entanto, ele deve dormir quando a luz do dia se for
Centramos nossos esforços e afiamos nossas lâminas
Miramos, em silêncio atacamos

Mil riquezas escondidas profundamente na gruta
Mil pesadelos, sangue corre para sempre do Olho

Parte IV - Circe (Filha do Sol)]

Estamos à deriva no mar aberto
A dádiva do vento, por Zeus, escondido tão descuidadamente
Nós singramos as ondas num curso falso
Através da infindável planície azul uma nova costa à vista

Nós bebemos com a donzela
Sob seus olhos a loucura repousa
Em mistério

Eu bebo bastante do cálice
De ouro e jade, meus sentidos se vão
Estou hipnotizado

Fiquem como os outros antes
Eu condeno todos vocês do andar para o rastejar
Metamorfoseados

Não minha vontade a desafia
Fale o verso, interrompa a maldição
Ela está hipnotizada

Eu estou adormecido?
Diga-me Filha do Sol
Há vingança no ar e todas as coisas
Todas as coisas devem ser desfeitas

[Parte V - Sirenes]

Avisos terríveis
Preditos pela feiticeira de branco
Falsas portadoras de amor, sereias
Ecoando canções do alto

Asas em harmonia
Flutuando no Mar de Mentiras
Eu desafio sua visão
Elísio engole meus choros

Abraçando
As donzelas da luxúria estimulam
E manipulam meus sentidos
Eu dou boas-vindas a um túmulo d'água

Amarrado firmemente ao mastro
Tragédia me aguarda
Sou uma vítima caída
Traída pelo mar

[Parte VI - Cila e Caribdis]

[instrumental]

[Parte VII - O Destino dos Pretendentes / Campeão de Ítaca]

Então este é meu lar
Na aparência de um mendigo, Minerva guia meu caminho
Eu encontro meu reino em perigo

Vingança, ela aflora em mim
Quando eu vejo tantos que almejam minha Rainha
Eu os farei pagar por esta blasfêmia, todos verão

Triunfante Campeão de Ítaca
Eu corrigirei todas as injustiças
Deixe os Deuses cantarem minha canção
Triunfante Campeão de Ítaca
Deixe uma nova vida começar
Minha jornada chegou ao fim

Uma competição de bravura
Trespassar os doze círculos
Com uma única flecha
Todavia, não há um que possa retesar o arco

Meu véu de silêncio se levanta
Tudo é revelado
Vingança queima em meu coração
Espancando e esquartejando todos os meus inimigos
Para reivindicar o trono

Triunfante Campeão de Ítaca
Eu corrigirei todas as injustiças
Deixe os Deuses cantarem minha canção
Triunfante Campeão de Ítaca
Deixe uma nova vida começar
Este é o fim de minha Odisseia

Parece uma eternidade desde que meus olhos foram negados
Casa, estou finalmente em casa
Estou há vinte anos longe de tudo que conheci
Eu regressei para fazer meu sonho virar realidade

Composição: Romeo
Revisões por 12 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Dicionário de pronúncia

Ver mais palavras

Posts relacionados

Ver mais no Blog