Candlelight Fantasia

Symphony X

Original Tradução Original e tradução
Candlelight Fantasia

Just one more night
One more score
Another question in my mind
Can't take no more
Kissing the tears from my face
As they fall to the ground in silence

In twilight, and faded times
Spirits cold, with no love
Bells ring the lonely chime
Candle fire
These lit dreams can't burn alone

Winds of change
Bring songs upon my memory
An empty heart and soul intoxicates me
This darkened page orchestrates my final destiny
Not knowing what
What tomorrow will bring

From within the mirror's eyes
I'm forced to run away and hide
I feel those mystic eyes subside
And leave me blind
Through the passages in time
A prisoner locked behind the door
Lonely roses slowly wither and die

I can't escape this captive misery
Heart stone cold, under supremacy
Thrown into a raging sea of tyranny

Life's vile walls have tangled me in webs
Eternally within my future's threads
Play the violent strings of my symphony

Transcend
The absence of this fantasy
Just another vision
Washed away with the tide
No place for forgotten ones
I cannot deny
What lies beyond
Beyond this fantasy

From within the mirror's eyes
I'm forced to run away and hide
I feel those mystic eyes subside
And leave me blind
Through the passages in time
A prisoner locked behind the door
Lonely roses slowly wither and die

From within the mirror's eyes
I'm forced to run away and hide
I feel those mystic eyes subside
And leave me blind
Through the passages in time
A prisoner locked behind the door
Lonely roses slowly wither and die

Fantasia À Luz de Velas

Apenas mais uma noite
Mais uma conta
Mais uma dúvida em minha mente
Não aguento mais
Beijando as lágrimas de meu rosto
Enquanto caem no chão silenciosamente

No crepúsculo, e horas desvanecidas
Espíritos frios, sem amor
Sinos tocam a harmonia solitária
Chama de vela
Estes sonhos acesos não podem queimar sozinhos

Ventos de mudança
Trazem canções à minha memória
Um coração e alma vazios me intoxicam
Esta página escurecida orquestra meu destino final
Não sabendo o que
O que o amanhã trará

De dentro dos olhos dos espelhos
Sou forçado a fugir e me esconder
Sinto estes olhos místicos recuarem
E me deixarem cego
Através de passagens no tempo
Um prisioneiro trancado atrás da porta
Rosas solitárias lentamente secam e morrem

Não consigo escapar desta miséria cativa
Frio coração de pedra, sob supremacia
Lançado em um furioso mar de tirania

Torpes paredes da vida me capturaram
Eternamente dentro das teias de meu futuro
Toque as violentas cordas de minha sinfonia

Transcenda
A ausência desta fantasia
Apenas mais uma visão
Levada com a maré
Nenhum lugar para os esquecidos
Eu não posso negar
O que existe além
Além desta fantasia

De dentro dos olhos dos espelhos
Sou forçado a fugir e me esconder
Sinto estes olhos místicos recuarem
E me deixarem cego
Através de passagens no tempo
Um prisioneiro trancado atrás da porta
Rosas solitárias lentamente secam e morrem

De dentro dos olhos dos espelhos
Sou forçado a fugir e me esconder
Sinto estes olhos místicos recuarem
E me deixarem cego
Através de passagens no tempo
Um prisioneiro trancado atrás da porta
Rosas solitárias lentamente secam e morrem

Composição: Michael Pinnella / Michael Romeo / Thomas Miller
Revisões por 10 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Dicionário de pronúncia

Ver mais palavras

Posts relacionados

Ver mais no Blog