Reach Out (feat. Angelo de Augustine)

Sufjan Stevens

Original Tradução Original e tradução

Tradução automática via Google Translate

Reach Out (feat. Angelo de Augustine)

I have a memory
Of a time and place where history resigned
Now my apology
All the light came in to fulminate my mind

Reach out, reach out
To all the ones who came before you
Ponder what is right
You and I, in defiance

Speak out, speak out
The conversation may afford you
Wisdom of the wise
You and I, in defiance

And I come from conscience where there is no conjugation
I would rather be a flower than the ocean
And I held myself as something of an innovation
I would rather be devoured than be broken

All my life I tried so hard
To separate myself from all
That is and was and will be torn apart
You were running unafraid
I know you, but I’ve changed my way
You know I take it all to heart

Home is where you’ve called my name
I’ve gone as far as the eye can blame
You said love may have lost its way

Now my life has been erased
And what I gave, I gave for you
And for myself and for the holy name
You were running unashamed
And yours is mine and all remains
As nothing ever stays the same

Reach out, reach out to all the ones who came before
Reach out, reach out to all the ones who came before
Reach out, reach out and all at once the pain restores you
Reach out, reach out and all at once the pain restores you
All at once, the pain restores you

I have a memory of a time and place where history resigned
Now in my reverie
For the guiding light that opened up my mind

Reach Out (feat. Angelo de Augustine)

Eu tenho uma memória
De um tempo e lugar onde a história resignou
Agora minhas desculpas
Toda a luz veio para fulminar minha mente

Estenda a mão, estenda a mão
Para todos aqueles que vieram antes de você
Pondere o que é certo
Você e eu, em desafio

Fale, fale
A conversa pode permitir a você
Sabedoria dos sábios
Você e eu, em desafio

E eu venho de consciência onde não há conjugação
Eu preferiria ser uma flor do que o oceano
E me considerei uma espécie de inovação
Eu preferia ser devorado a ser quebrado

Toda minha vida eu tentei tanto
Para me separar de tudo
Isso é e foi e será dilacerado
Você estava correndo sem medo
Eu te conheço, mas mudei meu jeito
Você sabe que levo tudo a sério

Casa é onde você chamou meu nome
Eu fui tão longe quanto os olhos podem culpar
Você disse que o amor pode ter perdido o caminho

Agora minha vida foi apagada
E o que eu dei, eu dei por você
E para mim e para o santo nome
Você estava correndo sem vergonha
E o seu é meu e tudo permanece
Como nada permanece igual

Estenda a mão, estenda a mão para todos aqueles que vieram antes
Estenda a mão, estenda a mão para todos aqueles que vieram antes
Estenda a mão, estenda a mão e de uma só vez a dor o restaura
Estenda a mão, estenda a mão e de uma só vez a dor o restaura
De repente, a dor te restaura

Eu tenho uma memória de uma época e lugar onde a história resignou
Agora no meu devaneio
Para a luz guia que abriu minha mente

Composição: Angelo de Augustine / Sufjan Stevens
Enviada por Nicke.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Dicionário de pronúncia

Ver mais palavras

Posts relacionados

Ver mais no Blog