Vida de Celebridade (part. MC Caverinha)

Salvador da Rima

Cade vocês quando eu mais precisei
Não tava lá nem me abandonou
É na pior que cê vê quem é quem
Quem ta por grana é quem ta por amor
Depois não vem me falar que é da gang
Que eu to sumido eo tempo passou
Meu filho eles não quer o seu bem
Bem que a minha mãe me avisou
Amigo do peito é o meu colete
Falso e talarico é bala sem macete
Quero os de verdade aqui fazendo grana
E os de mentira bem longe da gente
Amigo do peito é o meu colete
Falso e talarico é bala sem macete
Quero os de verdade aqui fazendo grana
E os de mentira bem longe da gente
Não é imaginação é realidade
O neguinho do fundão da leste
Milionário com doze anos de idade
Sabe que é difícil chegar
Só intende quem vem de onde eu vim
Lutando pra vida melhorar
Hoje onde eu moro não tem igual a mim

Tão vamo que vamo
Diretamente do fundão do extremo leste
MC Caveirinha, Salvador da rima
AN AN

Vida de celebridade, to vivendo
Vida de celebridade, eu to vendo
Muita dessa falsidade, to correndo
Na direção da minha felicidade (Ó)
Vida na comunidade, mó veneno
E na minha dificuldade, Seis nem vendo
Hoje vem com amizade mais eu corto pela base
Comigo ta os de verdade ganhando ou perdendo
Vários querendo meu mal (MEU MAL)
Mais eles se dão mal
Pode falar avontade só não fala na minha cara
Que se eu cobrar as ideia eu sei não fica legal
Meu brilho é forte sem ofusca o de ninguém
Só porque o seu não brilha que culpa meu brilho tem
Tava escrito nas estrelas vários anjos me rodeiam
Sempre soube meu destino é não ser menos que ninguém
Sem querer ser mais também sempre tive os pés no chão
Abaixo do criador todo mundo é igual
Quem se acha especial não vê o tamanho do mundão
Nós somos só grão de areia pelo chão do litoral (então)
Longe de mim querer ser maior
Mais eu não nasci pra ver olhar de dó
Revolucionário eu sou desde menor
Eles me matando eu voltando maior
Então não vem me difamar destorcendo meu passado
Eu até acho engraçado
Quem ficou pelo caminho é quem deixou a desejar
Quem sempre foi ponta firme tá ate hoje no lugar
Amigo do peito é o meu colete
Falso talarico é bala sem macete
Quero os de verdade aqui fazendo grana
E pros de mentira é so bala e cacete

Não é imaginação é realidade
O neguinho do fundão da leste
Milionário com doze anos de idade
Só intende quem vem de onde eu vim
Lutando pra vida melhorar
Hoje onde eu moro não tem igual a mim


Posts relacionados

Ver mais no Blog