LETRAS.MUS.BR - Letras de músicas

A Palé

ROSALÍA

A Palé

Desde el día en que nací
Traigo la estrella que llevo
Sé que a nadie se la debo
Y solo me protege a mí
Solo me protege a mí
Solo me protege a mí

Tu-tu, tu-tu-tu, eh
Tu-tu, tu-tu-tu, eh
Tu-tu, tu-tu-tu, eh (a palé)
Tu-tu, tu-tu-tu, eh

Mírame a los ojos a la milla
Mírame esta roca cómo brilla
Te dejo Saint Laurent en la mejilla
Si quier' hablarme, siéntate en la silla

Taggea'o tu nombre en la pared, eh
O El Mal Querer en Times Square, ¿o qué?
Driving speed limit DGT, eh
O quemando rue'a sin carnet, ¿o qué?

Vas a lo suave a lo kitty cat, eh
O muerdes si tienes que morder, ¿o qué?
Muerdes si tienes que morder, eh
Muerdes si tienes que morder

A palé, a palé, a palé, a palé, a palé, a palé, a palé, a
A palé, a palé, a palé, a palé, a palé, a palé, a palé
A palé, a palé, a palé, a palé, a palé, a palé, a palé, a
A palé, a palé, a palé, a palé, a palé, a palé, a palé

To' lo que me invento me lo trillan (me lo trillan)
Chándal, oro, sellos (sellos, sellos) y mantilla
Restos de caviar en la vajilla
Mi Kawasaki va por siguirilla (tirí, tirí)

Taggea'o tu nombre en la pared, eh
O El Mal Querer en Times Square, ¿o qué?
Driving speed limit DGT, eh
O quemando rue'a sin carnet, ¿o qué? (peligrosa)

Vas a lo suave a lo kitty cat, eh
O muerdes si tienes que morder, ¿o qué?
Muerdes si tienes que morder, eh
Muerdes si tienes que morder (¡ñam!)

A palé, a palé, a palé, a palé, a palé, a palé, a palé, a
A palé, a palé, a palé, a palé, a palé, a palé, a palé
A palé, a palé, a palé, a palé, a palé, a palé, a palé, a
A palé, a palé, a palé, a palé, a palé, a palé, a palé

Tíralo (pa' tras)

Na Calada

Desde o dia em que nasci
Trago uma estrela comigo
Eu sei que não devo isso a ninguém
E que ela protege apenas a mim
Protege apenas a mim
Protege apenas a mim

Tu-tu, tu-tu-tu, é
Tu-tu, tu-tu-tu, é
Tu-tu, tu-tu-tu, é (na calada)
Tu-tu, tu-tu-tu, é

Olha nos meus olhos a quilômetros de distância
Olha como é brilhante essa pedra em mim
Deixo meu batom Saint Laurent na sua bochecha
Se quer falar comigo, senta e espera

Seu nome escrito na parede, é
O meu álbum na Times Square, não é?
Dirigindo na velocidade máxima permitida, é
Ou queimando pneu sem habilitação, não é?

Você avança devagar, na cautela, é
Ou morde se é preciso morder, não é?
Morde se é preciso morder, é
Morde se é preciso morder

Na calada, na calada, na calada, na calada, na calada, na calada, na calada, na
Na calada, na calada, na calada, na calada, na calada, na calada, na calada
Na calada, na calada, na calada, na calada, na calada, na calada, na calada, na
Na calada, na calada, na calada, na calada, na calada, na calada, na calada

Tudo o que eu invento vira moda (vira moda)
Moletom, ouro, alianças (alianças, alianças) e mantilha
Restos de caviar no prato
Minha moto segue o compasso do flamenco (tiri, tiri)

Seu nome escrito na parede, é
O meu álbum na Times Square, não é?
Dirigindo na velocidade máxima permitida, é
Ou queimando pneu sem habilitação, não é? (perigosa)

Você avança devagar, na cautela, é
Ou morde se é preciso morder, não é?
Morde se é preciso morder, é
Morde se é preciso morder (nhac!)

Na calada, na calada, na calada, na calada, na calada, na calada, na calada, na
Na calada, na calada, na calada, na calada, na calada, na calada, na calada
Na calada, na calada, na calada, na calada, na calada, na calada, na calada, na
Na calada, na calada, na calada, na calada, na calada, na calada, na calada

Joga (pra trás)

Composição: Rosália / El Guincho / Frank Dukes
Enviada por Bardigang, Traduzida por Taylor, Legendado por Taylor