Xote da Modernidade

Roberta Sá

Vem cá que eu vou te ensinar
Uma maneira de encarar a vida
Tá tudo fora do lugar
Vamos achar nossa medida

Uma verdade dura de enxergar
Mas acredito que a felicidade
É a gente conseguir se enroscar
No xote da modernidade

Sei que a vida é um desatar de nós
Os nós de tantos fios de uma vez
Embaraçarmos com desembaraço

Foz de muitos rios a desembocar
Num mar de rios
Num braço de mar
Em tantos mares e rios sem braços

Vem cá que eu vou te arrastar
Pela corrente presa em teu pescoço
E as correntes desse novo mar
Nos levarão até o porto

Onde as sereias vão nos esperar
Com risos cheios de felicidade
E todos nós vamos dançar, dançar
O xote da modernidade

E todos nós vamos dançar, dançar
O xote da modernidade


Posts relacionados

Ver mais no Blog