IN NOME DEL PADRE

Måneskin

Original Tradução Original e tradução
IN NOME DEL PADRE

Ci ho provato a liberarmi da quel senso di indesiderato
Ed ho fallito mille volte però ci ho provato
Ho messo pesi sulla schiena e poi sono caduto
Ho perso sangue dal naso e mi sono rialzato
Però a vent'anni già mi chiedo se son troppo stanco
Se quello che mi serve è quello che ho desiderato
Se un giorno riuscirò davvero ad esser realizzato
E sono spaventato

E tu stammi a un palmo dal culo, testa di cazzo
Ho scelto sempre di essere uno ed uno soltanto
Toccare il cielo e ritornare a mangiare l'asfalto
A volte ho pianto, ma non è questo che mi ferma
Voglio il mio riscatto
Tu stammi a un palmo dal culo, testa di cazzo
Ho scelto di essere uno ed uno soltanto
Toccare il cielo e tornare a mangiare asfalto
In nome del padre, del figlio e spirito santo

Ah, ah, ah, ehi
Nome del padre, del figlio, spirito santo
Ah, ah, ah, ehi
Nome del padre, del figlio, spirito santo
Ah, ah, ah, ehi
Nome del padre, del figlio, spirito santo
Ah, ah, ah, ehi
Nome del padre, del figlio, spirito santo

Ehi, fate spazio, fatene tanto
Che adesso non mi basta il mondo, non mi basta il palco
Mi hanno chiamato in tutti i modi, anche codardo
Son morto più di cento volte, mai morto invano
Tu dimmi che stai nascondendo, cos'hai nel palmo?
Perché dopo che mi hai guardato mi dai del pazzo?
Se pensi che sono cambiato, che sono un altro
Non hai capito un cazzo di niente, quindi che cazzo mi guardi?

Tu stammi a un palmo dal culo, te lo ripeto
Ho scelto di guardare più avanti di ciò che vedo
Il mio passato non me lo scordo, non lo rinnego
Colpisci forte, tanto non cado, rimango in piedi
Tu stammi a un palmo dal culo, testa di cazzo
Ho scelto di essere uno ed uno soltanto
Toccare il cielo e tornare a mangiare asfalto
In nome del padre, del figlio e spirito santo

Ah, ah, ah, ehi
Nome del padre, del figlio, spirito santo
Ah, ah, ah, ehi
Nome del padre, del figlio, spirito santo
Ah, ah, ah, ehi
Nome del padre, del figlio, spirito santo
Ah, ah, ah, ehi
Nome del padre, del figlio, spirito santo

Ehi, per quello che ho vissuto, il tempo che ho buttato
Pensavi che fossi morto e poi sono rinato
Di cos'è fare l'artista te ne hanno mai parlato?
Di tutto quello che ho perso, che ho sacrificato
Di non avere voce, restare senza fiato
Di avere mille persone che aspettano un tuo sbaglio
Sapere che ogni passo falso verrà condannato
Mi chiedo spesso se son stato solo fortunato
E non mi passa il moto della mia rabbia
Spero che il mio passato se lo porti via la carta
È matto, questo è matto, chiedi perché lo faccio
In nome del padre, del figlio, spirito santo

EM NOME DO PAI

Tentei me libertar daquela sensação de ser indesejado
E falhei mil vezes, mas tentei
Coloquei pesos nas costas e depois caí
Perdi sangue do nariz e me levantei
Mas aos vinte anos, já me pergunto se estou exausto
Se o que preciso é o que eu desejei
Se um dia conseguirei realmente ser realizado
E estou apavorado

E vê se fica longe de mim, porra, seu cuzão
Escolhi sempre ser único, simplesmente único
Tocar o céu e voltar a comer asfalto
Às vezes eu chorava, mas não é isso que me impede
Quero minha redenção
Vê se fica longe de mim, porra, seu cuzão
Escolhi sempre ser único, simplesmente único
Tocar o céu e voltar a comer asfalto
Em nome do pai, do filho e Espírito Santo

Ah, ah, ah, ei
Nome do pai, do filho, Espírito Santo
Ah, ah, ah, ei
Nome do pai, do filho, Espírito Santo
Ah, ah, ah, ei
Nome do pai, do filho, Espírito Santo
Ah, ah, ah, ei
Nome do pai, do filho, Espírito Santo

Ei, abra espaço, abra bastante
Pois agora não me basta o mundo, não me basta o palco
Me chamaram de tudo que é nome, até de covarde
Já morri mais de cem vezes, nunca morri em vão
Me diz o que está escondendo, o que tem na palma da mão?
Por que depois de me olhar me chama de louco?
Se você pensa que eu mudei, que sou outro
Você não entendeu porra nenhuma, então o que está olhando, caralho?

Vê se fica longe de mim, porra, eu repito
Eu escolhi olhar além daquilo que vejo
O meu passado não esqueço, não nego
Bata forte, mesmo assim eu não caio, permaneço de pé
Vê se fica longe de mim, porra, seu cuzão
Escolhi sempre ser único, simplesmente único
Tocar o céu e voltar a comer asfalto
Em nome do pai, do filho e Espírito Santo

Ah, ah, ah, ei
Nome do pai, do filho, Espírito Santo
Ah, ah, ah, ei
Nome do pai, do filho, Espírito Santo
Ah, ah, ah, ei
Nome do pai, do filho, Espírito Santo
Ah, ah, ah, ei
Nome do pai, do filho, Espírito Santo

Ei, pelo que eu vivi, o tempo que desperdicei
Você pensou que eu estava morto e depois renasci
Do que é feito o artista, já não te falaram?
De tudo que perdi, que sacrifiquei
De não ter voz, ficar sem fôlego
De ter mil pessoas esperando por um erro seu
Saber que cada passo em falso será condenado
Me pergunto frequentemente se tive apenas sorte
E não consigo acalmar a minha raiva
Espero que o meu passado seja saia do mapa
É maluco, esse é maluco, me pergunte por que faço isso
Em nome do pai, do filho, Espírito Santo

Composição: Damiano David / Ethan Torchio / Thomas Raggi / Victoria De Angelis
Enviada por Naomi e traduzida por Gio. Legendado por Gabriela e Gabriele. Revisões por 2 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Måneskin

Ver todas as músicas de Måneskin