Sotto Casa

Max Gazzè

Original Tradução Original e tradução
Sotto Casa

Apra la sua porta,
Faccia presto…
Non importa
Cosa crede lei
Di questo
Movimento
Ma l’avverto
Che al suo posto
Non ci penserei
Due volte,
Dato l’imminente
Arrivo di gesù,
Perché poi non torna più!
Mi son reso conto
Che serpeggia
Tra I credenti
Il malcontento
Per la pioggia
Di mancati
Appuntamenti
Nei millenni,
Ma si metta
Nei suoi panni…
Quell’incetta
Di pianeti
Da salvare…
Di pianeti da salvare!
Possa la bontà
Del vostro cuore
Riscoprire
Che la verità
Si cela
Spesso
Dentro una persona
Sola
E non è tanto
Il sesso
A consolare
L’uomo
Dal suo pianto,
Ma l’amore
Buono
Ed il perdono
Santo
Del signore.
Lasci
Che le spieghi
In due parole
Com’è facile
Sentire
Gli echi
Bassi ed immorali
Di comportamenti
Frivoli e meschini
Quali
Certi
Omini
In abito da donna,
La vergogna
Che neanche gli animali!
Apri un istante
E ti farò vedere io
Che nasce sempre
Il sole
Dove
Cerco dio,
In tutti
I poveretti
Che hanno perso
Il senso immenso
Della vita!
Non chiedo mica
Un regno
Intero,
Dico io…
Sono un indegno
Messaggero
E cerco dio
In chi vendette
Onore
Per denaro
E ora nel cuore
Mette
Un muro!
Lei non si dimostra
Illuminato
Dalla grazia della vostra
Santa vergine maria,
Lo chiami pure, se ritiene,
Il capo
Della polizia,
Ma a chi conviene
Tutta quella baraonda
Se l’ozono
S’è ridotto
A un colabrodo
E basta
Un solo
Farabutto
A fare in modo
Che dell’uomo
Non rimanga
Neanche l’ombra…
E poi ficcatevelo in testa:
Non si viene
Al mondo tanto
Per godere,
Ma soltante
Perché un bene
Superiore
Ci ha creati!
Apri un istante
E ti farò vedere io
Che nasce sempre
Il sole
Dove
Cerco dio,
In tutti
I poveretti
Che hanno perso
Il senso immenso
Della vita!
Non chiedo mica
Un regno
Intero,
Dico io…
Sono un indegno
Messaggero
E cerco dio
In chi vendette
Onore
Per denaro
E ora nel cuore
Mette
Un muro!
So che sei lì
Dentro…
Non ti muovi,
Ma ti sento!
Oggi te la cavi,
Sì…
Ma non finisce qui!
In tutti
I poveretti
Che hanno perso
Il senso immenso
Della vita!
Non chiedo mica
Un regno
Intero,
Dico io…
Sono un indegno
Messaggero
E cerco dio
In chi vendette
Onore
Per denaro
E ora nel cuore
Mette
Un muro!

Sob Casa

Abra sua porta,
Faça rápido...
Não importa
O que ela crê
Desse
Movimento
Mas aviso
Em seu lugar
Eu não pensaria
Duas vezes,
Dada a iminente
Chegada de Jesus
Por que então não voltar!
Percebi
Que os ventos
Entre Crentes
O descontentamento
Para a chuva
De chamadas não atendidas
Nomeações
Ao longo dos milênios,
Mas você colocar
Em seus sapatos ...
Quell'incetta
De planetas
Para salvar ...
De planetas para salvar!
Que a bondade
Do seu coração
Redescubra
Essa verdade
Mentiras
Freqüentemente
Dentro de uma pessoa
Sola
Não é tanto
O sexo
A consular
O homem
Por seu choro,
Mas o amor
Bom
E perdão
Santo
Senhor.
Deixar
Me explicar
Em duas palavras
Como é fácil
Sentir
Os ecos
Holanda e imoral
Comportamento
Frívola e mesquinha
Que
Certo
Omini
Mulher no vestido,
Vergonha
Que nem mesmo os animais!
Abra um instante
E eu vou te mostrar
Que sempre surge
O sol
Onde
Buscando a Deus,
Em todos
Os pobres
Que perderam
O imenso sentido
Da vida!
Eu não peço mica
Um reino
Todo,
Eu digo ...
Eu sou um indigno
Mensageiro
E eu tento deus
Em aqueles vendidos
Honra
Por dinheiro
E agora, no coração
Mette
Uma parede!
Ela não mostrou
Iluminado
Pela graça de seu
Virgem Santa,
Chamá-lo assim, se considerar,
A cabeça
A polícia,
Mas quem se beneficia
Tudo o que comoção
Se o ozônio
Encolheu
Em uma peneira
E você só
Um
Trapaceiro
Para fazer isso
Aquele homem
Não ficar
Nem mesmo a sombra ...
E então ficcatevelo em mente:
Não é
Tanto o mundo
Para desfrutar,
Mas soltante
Porque um bom
Topo
Ele nos criou!
Abra um instante
E eu vou te mostrar
Que sempre surge
O sol
Onde
Buscando a Deus,
Em todos
Os pobres
Que perderam
O imenso sentido
Da vida!
Eu não peço mica
Um reino
Todo,
Eu digo ...
Eu sou um indigno
Mensageiro
E eu tento deus
Em aqueles vendidos
Honra
Por dinheiro
E agora, no coração
Mette
Uma parede!
Eu sei que você está lá
Em ...
Você não se move,
Mas eu ouvi-lo!
Hoje você pegar,
Sim ...
Mas há mais!
Em todos
Os pobres
Que perderam
O imenso sentido
Da vida!
Eu não peço mica
Um reino
Todo,
Eu digo ...
Eu sou um indigno
Mensageiro
E eu tento deus
Em aqueles vendidos
Honra
Por dinheiro
E agora, no coração
Mette
Uma parede!

Enviada por Veronica e traduzida por Karine.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Max Gazzè

Ver todas as músicas de Max Gazzè