I Am Condemned

Dracula (The Musical)

Original Tradução Original e tradução

Tradução automática via Google Translate

I Am Condemned

I am condemned
For justly serving God
As you decree I do

I am condemned
For vanquishing all those
Who would have conquered you

But as I return from my bloody campaign
You make treason my deadly reward
You cowards dare to treat me with disdain
For the way those men died by my sword

(Dies irae, dies irae, dies irae)

I am condemned
But reject what you cowards proclaim
As you hide behind God's holy name
Playing the game only hypocrites choose
To hide your shame in selfless blame

I am condemned
I will descend into the depths of hell
Never to leave again
My life will end
But I will rise to claim lives of mortal men
I summon the forces of all you despise
To avenge the great name of dracul
To make me immortal as my love dies
And to give me hell's legions to rule
My living death is my self-imposed curse
To commence my unholy crusade
Eternal existence of night I traverse
In vengeance for being betrayed

I am condemned
To exist in devil's domain
No more love in my heart will remain
Never again will I be so deceived
I relieve my pain
I am profaned

I am condemned
To think that I believed it due
That I could serve my country true
Your holy cause
But I no longer fight for kings
The pious men with papal rings
And bloody wars
I challenge the holy to one holy conflict
I declare war between heaven and hell
The blood of the living shall be my reward
For serving my master so well

I am condemned
To exist on the blood in their veins
For the blood is the life that sustains
Unholy creatures of darkness
Who dwell in hell's domain
Where satan reigns

I am condemned
You are condemned
I am condemned

Eu estou condenado

Estou condenado
Por servir justamente a Deus
Como você decreta eu faço

Estou condenado
Para vencer todos aqueles
Quem te conquistaria

Mas quando eu volto da minha sangrenta campanha
Você faz traição minha recompensa mortal
Os covardes se atrevem a me tratar com desdém
Pelo jeito que esses homens morreram pela minha espada

(Dies irae, morre irae, morre irae)

Estou condenado
Mas rejeite o que os covardes proclamam
Como você se esconde atrás do santo nome de Deus
Jogando o jogo apenas os hipócritas escolhem
Para esconder sua vergonha em culpa altruísta

Estou condenado
Eu descerei nas profundezas do inferno
Nunca mais sair
Minha vida vai acabar
Mas vou me levantar para reivindicar vidas de homens mortais
Convoco as forças de tudo o que você despreza
Para vingar o grande nome de Dracul
Para me tornar imortal à medida que meu amor morre
E para me dar as legiões do inferno para governar
Minha morte viva é minha maldição auto-imposta
Para começar minha cruzada profana
Eterna existência da noite que atravesso
Em vingança por ser traído

Estou condenado
Para existir no domínio do diabo
Não haverá mais amor no meu coração
Nunca mais serei tão enganado
Alivio minha dor
Sou profanada

Estou condenado
Pensar que eu acreditava que era devido
Que eu poderia servir meu país verdade
Sua santa causa
Mas eu não lutar mais pelos reis
Os homens piedosos com anéis papais
E guerras sangrentas
Eu desafio o sagrado a um único conflito sagrado
Eu declaro a guerra entre o céu eo inferno
O sangue dos vivos será minha recompensa
Por servir o meu mestre tão bem

Estou condenado
Para existir no sangue nas veias
Pois o sangue é a vida que sustenta
Criaturas profanas da escuridão
Quem habita no domínio do inferno
Onde Satanás reina

Estou condenado
Você está condenado
Estou condenado

Composição: Christopher J Orion / Gareth Evans
Enviada por Edmund.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Dicionário de pronúncia

Ver mais palavras

Posts relacionados

Ver mais no Blog