LETRAS.MUS.BR - Letras de músicas

Los Amigos Que Perdí

Dorian

Los Amigos Que Perdí

Salí en busca del tiempo perdido
Siguiendo el rastro de un amanecer
Y me junte con gente sin medida
De la que nadie quiere conocer

Un loco me dio clases de estricnina
Un escritor me hablo de mal de honor
Un juez me absolvió de mi rutina
Y una flor me extirpó el dolor

Si quieres verme
Vas a tener que explorar
Esos desiertos que no puedo abandonar
Abrí una puerta que se cerró tras de mí
Y no me duelen los amigos que perdí

Me especialice en noches suicidas
Justo el día en que la conocí
Y confundí molinos con gigantes
Después de una semana sin dormir

Si quieres verme
Vas a tener que explorar
Esos desiertos que no puedo abandonar
Abrí una puerta que se cerró tras de mí
Y no me duelen los amigos que perdí

El miedo es un cuchillo afilado
La venganza una flecha clavada
No hay nada más inútil que el odio
No hay nada más doloroso que el rencor

Trato de salir de mi mente
Me esfuerzo por desatender
Recorro el camino inverso
Busco el origen
Busco algo ahí fuera

Si quieres verme
Vas a tener que venir
A unos lugares que no puedo describir
Abrí una puerta que se cerró tras de mí
Y no me duelen los amigos que perdí

Si quieres verme
Vas a tener que asumir
Que hay ciertas cosas que me alejaran de ti
Abrí una puerta que se cerró cuando hui
Y he olvidado a los amigos que perdí

Os Amigos Que Eu Perdi

Sai em busca do tempo perdido
Seguindo o rastro de um nascer do Sol
E eu me juntei com pessoas imensuráveis
Que ninguém quer conhecer

Um louco me deu aulas de estricnina
Um escritor me falou sobre de mal de honra
Um juiz absolveu-me da minha rotina
E uma flor me removeu a dor

Se você quer me ver
Vai ter que explorar
Estes desertos que não pude abandonar
Abri uma porta que se fechou atrás de mim
E não me machucam os amigos que eu perdi

Especializei-me em noites suicídas
Justo no dia em que a conheci
E confundi moinhos com gigantes
Depois de uma semana sem dormir

Se você quer me ver
Vai ter que explorar
Estes desertos não pude abandonar
Abri uma porta que se fechou atrás de mim
E não me machucam os amigos que eu perdi

O medo é uma faca afiada
A vingaça uma flecha enterrada
Não há nada mais inútil do que o ódio
Não há nada mais doloroso do que o rancor

Eu tento sair da minha mente
Eu me esforço para desaprender
Eu ando pelo caminho inverso
Procuro a origem
Procuro algo lá fora

Se você quer me ver
Vai ter que vir
A uns lugares que não posso descrever
Abri uma porta que se fechou atrás de mim
E não me machucam os amigos que eu perdi

Se você quer me ver
Você vai ter que assumir
Que há certas coisas que me afastaram de você
Abri uma porta que se fechou quando sai
E eu esqueci os amigos que perdi

Enviada por Sebastian, Traduzida por Lunedi