Perfume do Invisível

Céu

No dia em que eu me tornei invisível
Passei um café preto ao teu lado
Fumei desajustado um cigarro

Vesti a sua camiseta ao contrário
Aguei as plantas que ali secavam
Por isso um cheiro impregnava

O seu juízo, o meu juízo
Invisível e o mundo ao meu favor

Para me despir e ser quem eu sou
Logo que o perfume do invisível te inebriou

Você me viu e o mundo também
E o que tava quietinho ali se mostrou, meu bem

Composição: Céu
Enviada por Rafael. Legendado por Felipe. Revisões por 2 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Céu

Ver todas as músicas de Céu