La Cumparsita

Carlos Gardel

Original Tradução Original e tradução
La Cumparsita

Si supieras que aún dentro de mi alma
Conservo aquel cariño que tuve para ti
Quien sabe si supieras
Que nunca te he olvidado
Volviendo a tu pasado
Te acordarás de mí

Los amigos ya no vienen
Ni siquiera a visitarme
Nadie quiere consolarme
En mi aflicción
Desde el dia que te fuiste
Siento angustias en mi pecho
Decí percanta: ¿Qué has hecho
De mi pobre corazón?

Al cotorro abandonado
Ya ni el sol de la mañana
Asoma por la ventana
Como cuando estabas vos
Y aquel perrito compañero
Que por tu ausencia no comía
Al verme solo, el otro día
También me dejó
Si supieras

La Cumparsita

Se você soubesse que ainda dentro da minha alma
Conservo aquele carinho que eu tive por você
Quem sabe se você soubesse
Que eu nunca te esqueci
Voltando ao seu passado
Você vai lembrar de mim

Amigos já não vêm
Nem sequer a me visitar
Ninguém quer me consolar
Na minha aflição.
Desde o dia em que você se foi
Sinto angústias no meu peito,
Diga vadia: Que tem feito do meu pobre coração?

No pequeno apartamento abandonado
Nem mesmo o sol da manhã
Olha pela janela,
Como quando você estava aqui
E aquele cachorrinho companheiro
Que por sua ausência não comia
Ao me ver só, outro dia
Também me deixou
Se você soubesse

Composição: Enrique Pedro Maroni / Gerardo Hernán Matos Rodriguez / Pascual Contursi
Enviada por Estephani e traduzida por Reinaldo. Revisões por 3 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Carlos Gardel

Ver todas as músicas de Carlos Gardel