Corpo Fechado

Carfax

Desenrolado!
Contra todas estatísticas provou vencer
Que não é a força da pobreza que te faz cair
E se tu queres e tu podes é tudo da lei
Mal acostumado!
É aquele que acorda dez horas da manha
Aperta um "bekel" fica doido e se arma com um canhão
E por migalhas poe a vida de alguém no chão
Hipocrisia!
É dizer que isso é fácil de se compreender
E que a vida dá sempre chances a qualquer um
Mas é bom salientar você não é mais um
Explodem bobagens na televisão
Que não reflete em nada minha condição
O cristo ta de braços abertos
Mãos ao alto! Mãos ao alto!
(estou encurralado)
Ah um passo das vias de fato
Com meu peito e a cabeça livre
Sem maldades no coração
(quando o dia "d" chegar, eu só quero observar)
Com todo o respeito
É hard-core!
Eu sei disso, mas o meu motor não vai parar!
Se tu se abaixar conseqüentemente vai cair
Se prepara pro estrondo do trovão
Anestesiado!
É assim que você fica depois de cair de cair
Pois sempre depois da queda vem o coice
Respira fundo, toma ar, enche o pumao
Dá mais tonteira!
Do que aquela manga rosa ou camarão
A diferença é que tu sai dessa com uma lição
Pois nem que é bom é natural
Não fui eu quem risquei seu futuro
Não fui eu que apaguei seu passado
Escolha logo seu lado no muro mantenha a fé e o corpo fechado

Composição: Pompi
Enviada por Tatiana.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Carfax

Ver todas as músicas de Carfax