LETRAS.MUS.BR - Letras de músicas

Estilo musical

Cerveja, voz e violão: as 10 melhores músicas de barzinho

Por Dora Guerra

14 de Março de 2019, às 12:00


Quem nunca foi tomar uma cervejinha com os amigos e comemorou quando tocou aquela música no bar? Independente do gênero, tem canção que já é clássico de bar, mesmo se tiver sido lançada ano passado!

Seja você um músico que toca em bares ou apenas um frequentador assíduo, fizemos uma seleção de gêneros e músicas pedidos nos barzinhos Brasil afora. Vem ver:

Os gêneros musicais mais pedidos no bar

Quais são os gêneros que a galera mais gosta de ouvir em barzinho? Depende do bar, mas a música popular brasileira, o rock nacional e internacional e o sertanejo estão na lista, com certeza. Seja Beatles ou Bruno & Marrone, as músicas de barzinho tradicionalmente tendem a ser a voz e violão do músico no canto do bar, mas também reinam em sua versão original nos jukeboxes.

As 10 músicas de barzinho que não podem faltar

Desde a tal da “música de sofrência” até um hit feito pra dançar, essa é a nossa lista das 10 melhores músicas de barzinho:

10. Zé Neto e Cristiano – Largado às Traças

Lançada em 2018, Largado às Traças é o típico caso de música que já nasce um clássico. Zé Neto e Cristiano comandam a sofrência como ninguém: é “tocando um modão de arrastar o chifre no asfalto” que a noite começa – e quando a gente vê, tá “beijando esse copo, abraçando as garrafas”. Curtindo sertanejo ou não, não dá pra negar que essa música é a cara do bar.

9. Seu Jorge – Burguesinha

É só ler Burguesinha que já vem a voz (inconfundível) do Seu Jorge na cabeça, não é? Enquanto a personagem da música “vai no cabelereiro, no esteticista”, o artista nos presenteia com essa canção que tem um tom bem brasileiro. E se tem alguém com jeito pra músicas de barzinho, é o Seu Jorge – não é à toa que, em 2011, o músico lançaria o álbum Músicas Para Churrasco Vol. 1.

8. The Killers – Mr. Brightside

Mr. Brightside foi a primeira demo gravada por The Killers, banda norte-americana de Las Vegas. O nome significa “Senhor Otimismo” e é um desabafo intenso sobre infidelidade e ciúme, apesar do ritmo e riffs de guitarra contagiantes, quase alegres. Hoje, a música é um sucesso indie que faz a galera cantar a plenos pulmões nos barzinhos, por isso não podia faltar na nossa lista!

7. Legião Urbana – Será

Legião Urbana é a cara do rock brasileiro dos anos 80, com sucessos como Pais e Filhos e Faroeste Caboclo, cantados até hoje em rodas de violão. Dessa lista, escolhemos Será, lançada logo no álbum de estreia da banda. “Será só imaginação? Será que nada vai acontecer?”. Se você não conhece a letra, dá pra entoar pelo menos o “Ô o o” do Renato Russo, direto do refrão.

6. Jorge Ben Jor – País Tropical

“Moro num país tropical, abençoado por Deus e bonito por natureza. Mas que beleza!”. Gravada originalmente por Wilson Simonal, País Tropical se tornou o maior sucesso do compositor Jorge Ben, quando este a lançou em seu álbum homônimo Jorge Ben. A canção teve várias versões, de artistas como Gal Costa, Ivete Sangalo e Daniela Mercury. Hoje, é uma das músicas de barzinho mais clássicas — e ainda rende boas cantorias nos blocos de rua, afinal em “fevereiro tem carnaval”.

5. Bruno & Marrone – Dormi na Praça

Sucesso da dupla Bruno & Marrone, Dormi na Praça narra mais uma sofrência: a história de alguém que dorme na praça tentando esquecer seu amor, sonha com sua musa e é acordado pelo guarda. “Seu guarda, eu não sou vagabundo, eu não sou delinquente, sou um cara carente, eu dormi na praça pensando nela”. Se esse sucesso dos anos 2000 nunca foi sua trilha sonora de uma noite em um bar, que atire a primeira pedra!

4. Creedence Clearwater Revival – Have You Ever Seen the Rain

Lançada em 1970 no álbum Pendulum, Have You Ever Seen the Rain descreve a sensação da chuva em um dia ensolarado. Segundo John Fogerty, fundador do Creedence Clearwater Revival, a música falava sobre o término iminente da banda, que tinha seus dias ensolarados de sucesso permeados pela “chuva”, que era o conflito entre os músicos. Ainda assim, a metáfora do clima se aplica para muitos outros momentos de alegria e felicidade — e é uma ótima canção para se cantarolar por aí.

3. Roupa Nova – Whisky a Go Go

Whisky a Go Go é o nome de um clube noturno na Califórnia, possivelmente a primeira discoteca dos Estados Unidos. Por vezes, tinha shows de artistas como The Doors, Jimi Hendrix e Johnny Rivers. Em homenagem ao último — cantor e guitarrista de rock’n’roll —, o grupo Roupa Nova compôs Whisky a Go Go, narrando a história de um romance em uma festa com gelo e cuba-libre. E é ao som dessa música que você pergunta: “Do you wanna dance?”.

2. Cássia Eller – Malandragem

Composta por Cazuza e Frejat, a canção Malandragem foi feita para a cantora Ângela Rô Rô, na década de 80. Apesar disso, Ângela não se interessou pela música; foi só em 1994, anos após a morte de Cazuza, que Frejat a ofereceu para Cássia Eller. Fato é que a voz de Cássia fez de Malandragem o maior sucesso de sua carreira — e a gente canta junto, em alto e bom som.

1. Chitãozinho & Xororó – Evidências

Se você levar bares de karaokê em consideração, não há dúvidas que Evidências vai acabar tocando durante a noite. Lançada há 29 anos, a canção já tem diversas regravações, desde versões de Wando a Maria Cecília & Rodolfo. E “nessa loucura de dizer que não te quero”, negando as aparências, é Evidências que lidera as nossas melhores músicas de barzinho.

E aí, curtiu a nossa lista das melhores músicas de barzinho? Deu vontade de ouvir algumas dessas músicas — mesmo se não tiver em um bar, e sim em casa? Vem ouvir nossa playlist de músicas para trilha para Barzinho e conta pra gente o que achou!

Playlist trilha para barzinho