LETRAS.MUS.BR - Letras de músicas

Curiosidades

10 curiosidades incríveis sobre música

Por Dora Guerra

12 de Outubro de 2019, às 20:00


É difícil encontrar alguém que não ame música. Todo mundo tem um artista preferido, uma faixa que marcou um momento da vida ou até uma tatuagem com letra de alguma canção.

Talvez, por isso mesmo, você já tenha se perguntado: por que será que música move tanto a gente? 🤔

Uma das mais antigas formas de arte, a música é parte essencial da nossa história, e envolve diversas áreas do conhecimento, como a física, a acústica e até mesmo a biologia. A verdade é que, ainda assim, a música ainda tem muitos efeitos que nem a ciência conseguiu explicar.

Por isso, o post de hoje é uma listinha com alguns fatos pra você entender mais sobre essa arte e sobre a nossa relação com ela. Dá uma olhada nas nossas 10 curiosidades preferidas sobre música 🎶:

10 curiosidades que você não sabia sobre música

A gente aposta que você vai acabar compartilhando alguma dessas curiosidades com aquele seu amigo que ama música ou contar na mesa de bar. Vem conferir:

1. A música pode ser utilizada como tratamento para mal de Parkinson e pacientes que sofreram AVC

A gente fica emocionado só de contar essa! E não é mentira ou exagero: vários estudos mostram que há uma forte relação entre a música, nossa coordenação motora, nosso controle postural e nosso equilíbrio.

Neurologistas afirmam que a musicoterapia, por tempo prolongado, pode melhorar e muito a saúde de um paciente. Quero ver não se emocionar com esse vídeo:

2. Só uma em cada 10 mil pessoas consegue reconhecer uma nota musical de ouvido, sem referência

Já ouviu falar de ouvido absoluto? É um fenômeno raro, em que uma pessoa consegue ouvir e reconhecer uma nota musical sem ter um tom de referência. Mais ou menos como Dylan, o filho do músico Rick Beato, que reconhece facilmente as notas tocadas pelo pai:

Se você não tem ouvido absoluto, sinto lhe dizer que nós não conseguimos desenvolver essa habilidade depois de adultos. Mas sem desespero! Sempre dá pra aprender a ter ouvido relativo, que é reconhecer uma nota ouvida a partir de uma referência. 

3. De modo geral, músicos tendem a ter uma média de vida menor que o resto da população.

Um estudo chamado Stairway to H*ll: Life and Death in the Pop Music Industry avaliou a longevidade de músicos comparada à do resto da população americana. O resultado foi que, em média, músicos vivem 25 anos a menos. 

Dá pra imaginar o motivo, né? A indústria musical é famosa pelos seus excessos, seja com relação à drogas e álcool ou ao ritmo intenso da carreira. 😕

4. Música estimula e utiliza praticamente todo o nosso cérebro.

Essa explica um pouco por que gostamos tanto de música: é tipo um carinho pro nosso cérebro! Poucas atividades estimulam quase todas as áreas do órgão, e música é uma delas. Especialmente quando você ouve uma canção profunda e fica meio Nazaré tentando entender a letra…

5. Músicas aumentam a velocidade do crescimento de plantas!

Sim, eu juro! Segundo um estudo conduzido na Coreia do Sul, plantas crescem mais rápido se você tocar música pra elas.

A pesquisa foi feita com peças clássicas que foram reproduzidas para diferentes plantações, incluindo a Sonata ao Luar de Beethoven. Segundo os cientistas, plantas tem genes que as permitem “ouvir”. 

Se você plantou um manjericão na varanda do seu apartamento e não cresceu ainda, experimenta botar sua playlist pra mudinha ouvir!

6. Fãs de música clássica e de heavy metal tem personalidades semelhantes.

Uma pesquisa feita pela Universidade da Escócia traçou um perfil dos fãs de cada gênero musical, analisando cerca de 36 mil pessoas no mundo todo.

Fora a diferença de idade, os pesquisadores descobriram que os fãs de heavy metal e de música clássica têm personalidades praticamente iguais: são criativos, introspectivos e tranquilos. E aí, você é um deles?

7. 5% da população mundial tem aversão à música.

Dá pra acreditar? A chamada “anedonia musical” afeta 5% das pessoas, que simplesmente não gostam de música. Mas não é uma doença nem nada disso: são pessoas que apreciam outros estímulos aos sentidos, só não curtem música. 

8. Músicas felizes ou tristes afetam a forma que você vê o mundo ao seu redor.

Fica ouvindo músicas tristes e acha que isso não afeta seu humor? Tenho más notícias pra você! Estudos comprovam que nosso cérebro associa as diversas informações dos seus sentidos e faz uma somatória desses estímulos.

Aos poucos, o tom de uma música feliz pode elevar seu ânimo e fazer com que você veja as coisas de forma mais positiva, por exemplo. Ou seja: pode ouvir sua música triste sim, mas com moderação, tá?

9. Sua música preferida provavelmente é sua preferida porque você associa a algum evento emocional na sua vida.

Associamos músicas específicas a eventos específicos, conscientemente ou não. Sua canção preferida talvez não esteja ligada a um caso que você se lembre, mas provavelmente o assunto ou a ~vibe~ faz seu cérebro associar a faixa a uma boa memória. 

10. O show gratuito com o maior público de todos os tempos foi realizado no Brasil!

De acordo com o Guinness World Records, o show de Rod Stewart no RJ em 1993 teve o maior número de pessoas da história de concertos gratuitos. Foi no Ano Novo, e cerca de 4,2 milhões de pessoas estiveram presentes na Praia de Copacabana! Olha quanta gente tinha lá:

Show do Rod Stewart em Copacabana no ano de 1994
Show do Rod Stewart em Copacabana no ano de 1994 / Créditos: Divulgação

Vem saber mais sobre o assunto!

E aí, curtiu saber mais sobre música? Esse tema rende váaarios textos, assim como claramente rendeu muitas pesquisas por aí. E se você tá por aqui lendo sobre isso, com certeza é mais um apaixonado por música! 

Por isso, vale conferir outro post que a gente adorou fazer, sobre os benefícios da música no dia a dia. Dá o play no seu álbum preferido e vem ler!