Samba de Amigo

Amado Maita

Era um sozinho
Que descansava
Pegou no pinho
Pois se a tocar
Cantou, canções
De amor de intrigas
Não quis lembrar
Mas a tristeza
Fez o seu canto se transformar

O homem só, não quis ficar
Sentiu vontade de chamar
O povo todo pra sambar
Dizem que viu o pobre passar

Samba e mais samba até acabar
Ninguém viu ninguém sambar
Ninguém viu ninguém sambar

Hoje são tantos
A procurar, em toda terra
Sem descansar
Novas canções de amor que
Ao povo iram mostrar
Gente que tem coragem
De canto de amor cantar

Você vai ver em meu olhar
Brilho de noite de luar
Samba de amigo vai chegar
E hoje eu canto até cansar
Antes do sambar terminar

Vem você, também sambar
Vem você, também sambar

Composição: Amando Maita
Enviada por Helio.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Amado Maita

Ver todas as músicas de Amado Maita