Terra Vazia

Abske Fides

Eu vejo o céu desabar na amplidão do horizonte
Contorcendo no solo de pedras os animais agonizantes

Negras aves ardis desfalecem na vastidão, por trás dos montes
E agouram os homens em suas sendas areais
Entoando o prenúncio do fracasso inexorável

Consumidos a cada passo nas virgens entranhas do estéril
Estilhaços sobre a terra do espaço enterram os homens


Posts relacionados

Ver mais no Blog