CANGURO

WOS

Original Tradução Original e tradução
CANGURO

Hoy, no voy a salir y voy a quedarme
En las nubes donde nadie sube

No vengas a molestar
Dicen que está todo mal, bueno
Yo estoy más que bien acá
Y no te pienso ni mirar, ciego

Vamos, repriman la mierda
Que tienen guardada en el pecho
Traguen y callen hasta estar desechos
Párense siempre derechos

Cállenlo, sédenlo
Que haga lo que quiera, pero sáquenlo
Cállenlo, sédenlo
Que haga lo que quiera, pero sáquenlo

Ey, háganme caso
O no tienen claro que soy el rey
Háganme caso, que soy la ley
Dame mis blíster, mis parisiennes

Patada de canguro, golpe duro
No vamos a parar con esto, negro, te lo juro
Traje cianuro, pa' meterles en el trago
Cinco minutos acá y ya estamos causando estragos

Un mago nos quiere hacer desaparecer
Pero esta plaga rara nunca para de crecer
Somos de los pocos locos que andan buscando placer
Y aunque quieran vernos rotos, no damos brazo a torcer

No para de toser, trabajando doce horas
Cobra dos monedas al mes, pa' mantener cuatro personas
Y no hables de meritocracia, me da gracia, no me jodas
Que sin oportunidades esa mierda no funciona

Y no, no hace falta gente que labure más
Hace falta que con menos se puedan vivir en paz
Mandale gas, no te perdás, acordate en dónde estás
Fijate siempre de qué lado de la mecha te encontrás

Dice: What's up
Esto pega como coca
La gente baila loca
El cuello se disloca

La droga en los dedos
Que vaya de boca en boca
Sentís cómo te choca
Esa vaina subió la nota

Salto como una pulga, empezó la purga
Largo todo fresco como PXXR GVNG
Otra vez con sed entre fiebres y migrañas
Vuelvo a soñar con un viejo en el medio de una montaña

Me miró y me dijo: De la vida nadie se salva
Y eso de la juventud es solo una actitud del alma
Qué virtud extraña, ahora me queman las entrañas
Mi mejor conversación la tuve ayer con una araña

No sé qué hora es ni me interesa
Acá siempre son 4 y 20
Y estamos de la cabeza, con simpleza
Birra barata y mala en lata
Más la planta santa esa
La que calma el cuerpo y te lo desestresa

El hood está de fiesta, el culo se te tensa
Entiendo que te molesta, la empatía te cuesta
Y si ahora gritamos y cantamos en modo de protesta
Es porque preguntamos bien y nadie nos dio una respuesta

Se creen los dueños
Salgan del medio, lo digo en serio
Fuera la yuta que meten al barrio
Le tira a los pibes y le mata los sueños

Bueno, juego
Del underground, del agujero
Que estamos agitando de nuevo
Sacando pa' afuera a esos caroñeros, ñero

No vengas a molestar
Dicen que está todo mal, bueno
Yo estoy más que bien acá
Y no te pienso ni mirar, ciego

Vamos, repriman la mierda
Que tienen guardada en el pecho
Traguen y callen hasta estar desechos
Párense siempre derechos

Cállenlo, sédenlo
Que haga lo que quiera, pero sáquenlo
Cállenlo, sédenlo
Que haga lo que quiera, pero sáquenlo

Ey, háganme caso
O no tienen claro que soy el rey
Háganme caso, que soy la ley
Dame mis blíster, mis parisiennes

Canguru

Hoje, não vou sair e vou ficar
Nas nuvens, onde ninguém sobe

Não venha me encher o saco
Dizem que tá tudo ruim, pois bem
Eu estou mais que bem aqui
E não penso nem em te olhar, cego

Vamos, reprimam a merda
Que têm guardada no peito
Engulam e fiquem quietos, até se despedaçarem
Fiquem sempre com o peito estufado

O encha, o remova
Faça o que quiser, mas tire isso
O encha, o remova
Faça o que quiser, mas tire isso

Ei, preste atenção em mim
Ou não percebem que sou o rei?
Prestem atenção em mim, pois sou a lei
Me dê aqui meus comprimidos e meus cigarros

Pata de canguru, chute forte
Eu não vou parar com isso, mano, te juro
Trago cianureto pra colocar na sua bebida
Cinco minutos aqui e já estamos fazendo um estrago

Um mago quer nos fazer desaparecer
Mas essa praga rara nunca para de crescer
Somos dos poucos loucos que andam buscando prazer
E mesmo que queiram nos ver quebrados, não damos o braço à torcer

Não para de tossir, trabalhando doze horas
Cobra uma mixaria ao mês pra sustentar quatro pessoas
E não me venha falar em meritocracia, me faz rir, não me foda
Que, sem oportunidades, essa merda não funciona

E não, não precisamos de gente que trabalhe mais
Precisamos de gente que, com menos, possa viver em paz
Dá um gás, não se perca, acordou em sei lá onde
Sempre preste atenção em qual lado do pavio você tá

Eu disse: Se prepara
Isso gruda que nem chiclete
A galera dança loucamente
O pescoço balançando

A droga nos dedos
Que vai de boca em boca
Sente como ela bate
Essa droga me deu uma onda

Pulo como uma pulga, começou o expurgo
Deixo tudo fresco como PXXXR GVNG
Outra vez com sede, entre febres e enxaquecas
Volto a sonhar com um velho no meio de uma montanha

Me olhou e disse: Da vida, nada se leva
E isso da juventude, é só uma atitude da alma
Que bela virtude, agora minhas entranhas queimam
A melhor conversa que já tive com uma aranha

Não sei que horas são e nem quero saber
Aqui, sempre são quatro e vinte
E estamos bem doidos, som humildade
Cerveja barata e mala na mão
E mais essa planta sagrada
Que acalma o corpo de te desestressa

A vizinhança tá agitada, no cu não passa agulha
Entendo que te incomoda, você não tem empatia
E agora gritamos e cantamos em forma de protesto
É porque tentamos perguntar de boa, mas ninguém nos deu uma resposta

Se acham donos
Saiam do caminho, falo sério
Fora o tanto que bebem do barriu
Tiram o líquido dos jovens e matam seus sonhos

Bom jogo
Do submundo, das águas
Que estamos agitando de novo
Tirando pra fora todos esses parasitas, tolos

Não venha me encher o saco
Dizem que tá tudo ruim, pois bem
Eu estou mais que bem aqui
E não penso nem em te olhar, cego

Vamos, reprimam a merda
Que têm guardada no peito
Engulam e fiquem quietos, até se despedaçarem
Fiquem sempre com o peito estufado

O encha, o remova
Faça o que quiser, mas tire isso
O encha, o remova
Faça o que quiser, mas tire isso

Ei, preste atenção em mim
Ou não percebem que sou o rei?
Prestem atenção em mim, pois sou a lei
Me dê aqui meus comprimidos e meus cigarros

Composição: Facundo Yalve / Valentín Oliva
Enviada por Júlia e traduzida por Letícia. Legendado por Taylor. Revisões por 2 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de WOS

Ver todas as músicas de WOS