Não Posso Parar

Valente

Não quero parar
Nem posso
Fica na memória
Vivi muita história
Neuroses de corres e drogas
Hoje só prazeres, viver a vida é foda
Tanta coisa que hoje eu já nem sei
Vivi tudo pelas minhas leis
Degustando do que eu conquis
Do que eu conquis
Que eu fiz, como eu quis

Sabe tru, vamo ai, tamo bem, tô com dim
Só sushi, temaki, degustê na life
Receber no cash, pra pagar meus kush
- Pelo amor judite, traga-me o henessy!
Não falta, já passei meus perrei, hoje não
Sabe fi, trabalhei, conquistei, você não
Trampasse... Só falou, veio tirar, não arrumou
Ficou só, frustação e eu estourei, vacilão

Tanta coisa acontecendo, é tudo novo, dá vontade de rir
Eu to vivendo um novo estilo, é um lifestyle diferente
Coisa que na minha eu nunca vi
E eu quero ver me brecar, não...
Não vão conseguir fazer isso, eu tô bem
Não vou parar
Mesmo se me matar, jão
Porque o que eu fiz já tá feito e não tem mais como tirar

Melhor se acostumar...
Porque eu tenho planos de viver pra sempre
E nisso eu acredito
Ontem descobri que vamos muito além de corpo e espirito
Tô feliz e é o que importa
Vem cá, vamos brindar, que hoje o nosso amor só existe
Enquanto dura o efeito da droga

Não quero parar
Nem posso...
Não quero parar
Não posso parar
Não quero parar
Nem posso...
E eu não quero parar
E eu não quero parar
E eu não quero parar
Não quero parar
Nem posso
Não quero parar
Não posso parar e

Nem se eu quisesse eu poderia
O sistema me veta de fazer alguma outra correria
O bagulho tá louco, eu passei mó sufoco
Eu tô todo fodido e só passo o nome dos outros
Eu tô trampando autônomo, sme sono, eu tô como no
Filme, igual o tony montana, eu vou causando incômodo
Tô gerando acúmulo, não tá cômodo

Tem que viver mano de verdade
Eu vivo o mundo e não o platônico
Vira um tequila... Meia noite!
Eu fui com ela até o meio dia
Meio quadrado e sensimilla, enquanto ela desfila
Eu de novo querendo despi-la
Ela vive perdida, de vez em quando
Tô dormindo com a vida bandida
Enquanto a minha morte não chega
Eu degusto isso em goles de vida

Não quero parar
Nem posso
Fica na memória
Vivi muita história
Neuroses de corres e drogas
Hoje só prazeres, viver a vida é foda
Tanta coisa que hoje eu já nem sei
Vivi tudo pelas minhas leis
Degustando do que eu conquis
Do que eu conquis
Do que eu conquistei

Composição: Valente
Enviada por José.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog