Arrasta a sandália

Trio Esperança

Você minha morena dengosa
O meu verso minha prosa
O meu riso meu viver

Você tão graciosa e faceira
Que pra mim era a primeira
De toda multidão

No carnaval
Sambando na avenida
Você era a mais querida
E eu não vejo mais ninguém

Arrasta a sandália, que eu quero ver
Eu quero ver, eu quero ver

Na quarta-feira, quando acaba o sonho
Vejo o seu corpo cansado
Dos três dias de folia
No canto, a sandália empoeirada
A fantasia castigada, nada importa você é minha

No carnaval
Sambando na avenida
Você era a mais querida
E eu não vejo mais ninguém

Arrasta a sandália, que eu quero ver
Eu quero ver, eu quero ver


Posts relacionados

Ver mais no Blog