Goodbye Stranger (feat. Cristina Scabbia)

Tarja

Original Tradução Original e tradução
Goodbye Stranger (feat. Cristina Scabbia)

Let it go, let it go!
Why crave to hold your breath?
Take it slow, take it slow
There is no life in death
It is time, it is time
To leave the past behind
And face yourself alone in the raw

Is it so, is it so
You can't trust your wings
Who will know? Who will know?
What tomorrow brings
When you risk it all
You'll get a chance
To kill the pain

I took the dust and gave my whole
I poured the gold into your soul
I found the beauty in the storm

Going where the Sun don't shine at all
Diving through the darkest thoughts unknown
Free fall your heart, loose everything
Old things depart, skies opening
Goodbye stranger!

Can you see? Can you see?
Your ill resistance break
Let it be, let it be
What was asleep is awake
Carry on, carry on
Your solitary quest
The journey once started will never rest

How it feels, how it feels
For you to breath again
Keep it real, keep it real
The rush of gold in your veins
When you risked it all
You got the chance
The pain is gone

I took the dust and gave my whole
I poured the gold into your soul
I found the beauty in the storm

Going where the Sun don't shine at all
Diving through the darkest thoughts unknown
Free fall your heart, loose everything
Old things depart, skies opening
Goodbye stranger!

Going where the Sun don't shine at all
Diving through the darkest thoughts unknown

Going where the Sun don't shine at all
Diving through the darkest thoughts unknown
Free fall your heart, loose everything
Old things depart, skies opening
Goodbye stranger!

Adeus, Estranho! (part. Cristina Scabbia)

Deixe ir, deixe ir!
Por que deseja prender a respiração?
Vá devagar, vá devagar
Não há vida na morte
Está na hora, está na hora
De deixar o passado para trás
E encare-se sozinho no estado bruto

É assim, é assim
Você não pode confiar nas suas asas
Quem saberá? Quem saberá?
O que o amanhã trará
Quando você arrisca tudo
Você terá uma chance
De matar a dor

Peguei o pó e dei todo o meu
Derramei o ouro em sua alma
Eu encontrei a beleza na tempestade

Indo para onde o sol não brilha
Mergulhando nos pensamentos mais sombrios desconhecidos
Livre caia o seu coração, perca tudo
Coisas velhas partem, céus se abrindo
Adeus, estranho!

Você pode ver? Você pode ver?
Sua má resistência quebra
Deixe estar, deixe estar
O que estava dormindo está acordado
Continue, continue
Sua busca solitária
A jornada, uma vez iniciada, nunca descansará

Como se sente, como se sente?
Para você respirar novamente
Mantenha o real, mantenha o real
A corrida do ouro em suas veias
Quando você arriscou tudo
Você tem a chance
A dor se foi

Peguei o pó e dei todo o meu
Derramei o ouro em sua alma
Eu encontrei a beleza na tempestade

Indo para onde o sol não brilha
Mergulhando nos pensamentos mais sombrios desconhecidos
Livre caia o seu coração, perca tudo
Coisas velhas partem, céus se abrindo
Adeus, estranho!

Indo para onde o sol não brilha
Mergulhando nos pensamentos mais sombrios desconhecidos

Indo para onde o sol não brilha
Mergulhando nos pensamentos mais sombrios desconhecidos
Livre caia o seu coração, perca tudo
Coisas velhas partem, céus se abrindo
Adeus, estranho!

Enviada por Aline. Revisão por Bruno.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Dicionário de pronúncia


Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Tarja

Ver todas as músicas de Tarja