Umineko no Naku Koro ni

Akiko Shikata

Original Tradução Original e tradução
Umineko no Naku Koro ni

Il vento diviene bufera
Infuriano i marosi
Il mare chiama mugghiando la Maga che ha vissuto mille anni

Ho tanto atteso questo giorno!
Ho tanto temuto questo giorno!
Il destino, chi festeggerà?

Oh Maga! Oh Maga!
Che cosa mi annuncerai?

Yo o watari yuku tsuki ni shio wa takaku michite
Umineko no naku koe wa fuon no kumo o maneku

Konjiki no noroi to nokosareshi kotoba to
Himeyaka na hohoemi wa kurenai ni nijimu

Tozasareta hitomi de nani o motometeru
Kowareta sono kakera o atsumete mite mo
Fureta yubi o koboreru kimi ni todokanai
Kazarareta kyojitsu ai ga nakereba mienai

Beatrice! Maga crudele!
Di bellezza senza pari
Beatrice! Oh! Di dolcezza capricciosa
Mai potrò liberarmi dal tuo incantesimo
Se questa pena deve durare, almeno una volta abbi pietà

Maiodoru chou no tsubasa yume to utsutsu yukikai
Furiyamanu amaoto wa makoto mo uso mo kakusu

Hirakareshi utage to erabareshi hitsuji to
Karamiau nikushimi ga sakazugi o mitasu

Torawareta sekai de nani o sagashiteru
Yurushiaeru kiseki o negatte ite mo
Koe wa kaze ni saraware kimi ni todokanai
Kurikaesu kodoku ai ga nakereba kienai

Yosete wa kaesu yorokobi kanashimi
Kurai yahan no umi e nagasou
Namida mo kizuato mo subete ga majiriai
Itsuwari no kimi wa yami no naka e

Rumore di onde. La voce del mare come un canto
Ascoltando sembra purificarsi la colpa commessa
Mi culla dolcemente il rumore delle onde
Sereno mi addormento e ho sogni felici

Tozasareta hitomi de nani o motometeru
Kowareta sono kakera o atsumete mite mo
Fureta yubi o koboreru kimi ni todokanai
Kazarareta kyojitsu ai ga nakereba mienai

Cosa vedranno quegli occhi chiusi
Pur raccogliendo i frammenti sparsi
Cola dalle dita che si toccano
Senza potersi unire fino in fondo
False apparenze dissimulate
Senza amore, non si vede niente

Senza amore, la verità non si vede

Quando As Gaivotas Choram

O vento se torna uma tempestade
E enfurece as ondas
O mar grita e acorda a Bruxa que viveu durante um milênio

Eu sempre esperei por este dia!
Eu sempre temi este dia!
Quem celebrará o destino?

Oh Bruxa! Oh Bruxa!
O que tu anunciará?

A maré sobe com a lua que ilumina o céu toda noite
E o choro das gaivotas chama as nuvens turbulentas

Uma maldição dourada, palavras misteriosas que foram deixadas para trás
E o seu sorriso se mancha de vermelho

O que você espera encontrar com os olhos fechados?
Mesmo que tente coletar seus fragmentos quebrados
Eu empurro seus dedos, não consigo te alcançar
Se não existe amor, não podemos diferenciar os fatos reais da ficção

Beatrice! Bruxa cruel
Sua beleza é incomparável
Beatrice! Oh! Sua bondade é inconstante
Eu nunca poderei ser libertado de teu feitiço
Se essa dor continuará, pelo menos tenha piedade de mim, por apenas essa vez

Nas asas bailarinas das borboletas, sonhos e realidade vem e vão
O som da interminável chuva esconde as verdades e mentiras

A abertura do banquete, o carneiro escolhido
E o ódio guardado enche o copo

Num mundo aprisionado, o que estás procurando?
Mesmo que você esteja desejando pelo milagre de podermos perdoar o outro
Minha voz é abafada pelo vento e não consegue te alcançar
Se não há amor, a solidão contínua não irá desaparecer

A alegria e a tristeza voltam
Vamos dar uma deriva para a o escuro mar da meia-noite
Lágrimas e cicatrizes, tudo se mistura
E você, por ambição, cai na escuridão

O barulho das ondas. A voz do mar é como uma música
Ouvi-las parece-me purgar meus pecados cometidos
O barulho das ondas gentilmente balança meu leito
Serenamente, pego no sono e tenho sonhos felizes

O que você espera encontrar com os olhos fechados?
Mesmo que tente coletar seus fragmentos quebrados
Eu empurro seus dedos, não consigo te alcançar
Se não existe amor, não podemos diferenciar os fatos reais da ficção

O que seus olhos fechados veem?
Enquanto coleta fragmentos dispersos
Eu solto seus dedos
Sem sermos capazes de nos unir completamente
As aparições são falsas e dissimuladas
Sem amor, não podemos enxergar nada

Sem amor, a verdade não pode ser vista

Enviada por Jackeline e traduzida por karine. Revisão por pedro.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Akiko Shikata

Ver todas as músicas de Akiko Shikata