Cala a Boca Já Morreu

Romulo Fróes

Lá, lá do ar
Ladeira
Laiá

Senta aí, cala a boca
Cala a boca já morreu
Marca o passo e fica quieta
O palhaço fica em pé
Chora o texto tá mandando
Quero ar do __ sol
Pra jogar na sua cara

No meio do chão
No ar a atriz atordodada beijou
Na frente da luz
Na frente da luz refletor
Tava ali, tava lá
Canalha
Já fizeram foi sem graça
Sala praça corredor
Já dançaram na fumaça
Palco, estúdio, estádio e hall
Corpo branco morto e manso
Já balança feito um boi
Pendurado por um gancho
Nessa e nessa agora foi


Posts relacionados

Ver mais no Blog