Erra Nunca (part. Enygma)

Rodrigo Zin

Sempre tive um sonho
De criar asas
Hoje dou asas a quem me escuta
Sei que o caminho é longo na estrada
Mas estar a pé, nunca foi uma desculpa
Cê quer rimar como eu
Devore dicionários, até os de capa dura
Cê quer cantar como eu
Abrace teus sonhos e treine como nunca
Compor os medos que eu levo

Não era opção
Não era opção
Agora que eu canto agradecendo
Me vejo herói
Às vezes dragão
Eu sei o peso dos lados
Importância da luz
E da escuridão
Eu sei o peso dos lados

Jovens rivais
Só não percam a ambição
Que a voz alcance
Mais um coração
Que isso valha mais do que uma inscrição
Diferenciado
Ou somente empenhado
Focado em fazer o melhor com minhas mãos

Eles vão falar
Essa dupla
Essa dupla mata!
Vocês vão falar
Essa dupla erra nunca
Chapa!

Gritei pra que o mundo me ouvisse
Mesmo que perdesse minha voz
Falei: Cansei, mas aprendi com o que eu disse
Ninguém sabe o que está a frente de nós
Ainda me lembro de data
Aprendi tudo sozinho: Autodidata
Antes vieram por ouro e prata
Eu vim pelos outros e achei diamante
Foi uma longa caminhada
Noites em claro e folhas rasgadas
Já errei muito e tenho a melhorar
Mas não é por isso que eu vou parar, né?
Andarilho errante, caminha fazendo o que quer
O mesmo de antes, não sou, mas haja o que houver
Dando meu sangue todo até o momento que der
Irrelevante essa dor, eu me mantenho de pé

Eles vão falar
Essa dupla
Essa dupla mata!
Vocês vão falar
Essa dupla erra nunca
Chapa!

Eu já vi as luzes do meu palco se apagarem, mas eu continuei aqui

Vai acredita em nós
Que isso vai dar voz
Pra quem tem a alma tão calada

Composição: Rodrigo Zin
Enviada por carl. Legendado por Thirteen. Revisão por Thirteen.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Rodrigo Zin

Ver todas as músicas de Rodrigo Zin