Zenitsu Agatsuma

Rodrigo Zin

(Eu me sinto o filho do)

Medo e da insegurança
Sem brilho, me vi de novo
Traído, dei confiança
E o amor me fez de bobo!
As dívidas aumentaram
Na vila, tão mal falado
Queria tanto ser salvo
Meu mestre, eu fui um tolo

Me ensine a ser forte
Eu admiro sua coragem
Logo covarde, sem norte
Medo de perder meu rumo
Medo de morrer e não amar
Solidão não é futuro
E se eu não puder me casar?

Debato comigo mesmo
Sou fraco, é isso mesmo?
Eu treino, mas a que preço?
Desonra é o que eu te deixo
Eu treino, mas não aprendo
E eu ouço teu coração
Ele me diz: Você consegue!
Por que cê acredita e eu não?

Eu tenho tudo pra falhar
Sorte por sobreviver!
Eu tremo e quero chorar
Então o que posso fazer?
Me dê uma luz!
Esse treinamento é duro
Você me ensinou a ser luz
Mas por que aqui tá tão escuro?

Agora tenho que provar
Com a base que cê me deu
Eu posso e devo mudar
Eu posso passar o breu
Que seja só com uma forma
Já matei oni, dormindo
Acordado, ninguém me toca
Cuidado, o trovão tá vindo!

kaminari no kokyu ichi no kata hekireki issen!
Raio, luz, liberdade pra corrermos a 100!
A luta que eu mais perco, eu sei
É contra mim mesmo!
Pra forjar a minha aura, tive que apanhar dos erros!

kaminari no kokyu ichi no kata hekireki issen!
Raio, luz, liberdade pra corrermos a 100!
A luta que eu mais perco, eu sei
É contra mim mesmo!
Pra forjar a minha aura, tive que apanhar dos medos!

(Eu me sinto o filho do)

Deus do trovão ou simplesmente algo
Que eu não posso ser
Meu medo de seguir em frente não é maior
Que a vontade de te proteger!

Correndo em meu corpo, eletricidade!
O trovão respira, tô em alta voltagem
Do meu esforço, floresceu coragem!
Serei pilar, pra que o teto não desabe!
A voz que grita: Não pare!
Pra que esse mundo não acabe
Mostro que força de vontade
Abre portas, é a chave!
Eu vi as luas, eu quis fugir mais rápido e sim
Eu vi a morte, eu quis
Gritar mais alto assim!
E as chamas que eu senti ali
Provaram pra mim
Não importa o que vir
Seremos lembrados no fim!

kaminari no kokyu ichi no kata hekireki issen!
Raio, luz, liberdade pra corrermos a 100!
A luta que eu mais perco, eu sei
É contra mim mesmo!
Pra forjar a minha aura, tive que apanhar dos erros!

kaminari no kokyu ichi no kata hekireki issen!
Raio, luz, liberdade pra corrermos a 100!
A luta que eu mais perco, eu sei
É contra mim mesmo!
Pra forjar a minha aura, tive que apanhar dos

Uma vez me contaram
Que pra forjar uma espada
Você deve bater bastante nela pra tirar todas
As impurezas
E qualquer outra coisa desnecessária
Quanto mais puro a lâmina for, mais dura ela será!
E então é por isso que você me enche de porrada todo santo dia?
Eu não sou feito de ferro, sabia?

Sou feito de carne e osso!
Eu que olhei tanto pro abismo
Aprendi que é possível com esforço
Atravessar o breu em meu caminho
Mestre, eu sei, me sinto pronto!
Eu li sua carta, estou sozinho
Com lágrimas, vou direto ao confronto
Lutarei contra esse meu destino
(Sabendo que)
Ninguém pode ser só luz!
Porém essa será minha resposta
Terei de ser a luz que não apaga!
Por que cê tinha que virar um monstro?
Ninguém pode ser só luz!
Ninguém pode ser só luz!

kaminari no kokyu shichi no kata
honoikazuchi no kami!
kaminari no kokyu shichi no kata
honoikazuchi no kami!

kaminari no kokyu ichi no kata hekireki issen!
Raio, luz, liberdade pra corrermos a 100!
A luta que eu mais perco, eu sei
É contra mim mesmo!
Pra forjar a minha aura, tive que apanhar dos medos!

Composição: Rodrigo Zin
Enviada por Yunozin. Legendado por Thirteen. Revisões por 3 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Rodrigo Zin

Ver todas as músicas de Rodrigo Zin