De Malas Prontas

Rodolfo Abrantes

Fogem gigantes, diante dos meus olhos
Faz a chuva voltar, pra suas fontes
Sonhos, tão vivos, desenhos do que é real
No seu reino

Como pode o mundo inteiro caber, no seu abraço
E no aperto do meu peito ainda ter o seu lugar guardado

Impossível é viver, longe de ti
Impossível me esquecer da tua voz
Que apontou meu coração, pra coisas maiores que virão
Tudo é possível, pra quem crer

A porta do amor não fecha
O som da festa aumenta
Por que alguém chegou
A casa onde a alegria reina é feita de luz e de toda cor

Como pode o mundo inteiro caber, no seu abraço
E no aperto do meu peito ainda ter o seu lugar guardado

Impossível é viver, longe de ti
Impossível me esquecer da tua voz
Que apontou meu coração, pra coisas maiores que virão
Tudo é possível, pra quem crer

Sejam meus dias, de malas prontas
Contando as horas, pra tua volta
Pus na bagagem, o fim da história
A minha vida, pra tua glória

Impossível é viver, longe de ti
Impossível me esquecer da tua voz
Que apontou meu coração, pra coisas maiores que virão
Tudo é possível, pra quem crer

Composição: Rodolfo Abrantes
Enviada por Thiago. Revisões por 2 pessoas.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog