Sem Dó

Resgate

E assim ela se foi como cinzas
Jogadas ao vento
E a vida então se foi desvairada
Perdida no tempo

Fica quase extinta, minguada
Brilhando num canto
Aguada, cor de sangue
Que tinge o futuro de branco

Quem vai morrer e trazê-la de volta?
Sem merecer
E é preciso muito amor

Pra se pendurar na cruz
Sem dó
E o corpo não voltar ao pó
Não foi de lá que veio
O primeiro, antes de tudo

Pra se pendurar na cruz
Sem dó
Por um instante mudo, tão só
Pensou no mundo inteiro
Verdadeiro, caminho pra todos

Quem vai morrer e trazê-la de volta?
Sem merecer
E é preciso muito amor

Pra se pendurar na cruz
Sem dó
E o corpo não voltar ao pó
Não foi de lá que veio
O primeiro, antes de tudo

Pra se pendurar na cruz
Sem dó
Por um instante mudo, tão só
Pensou no mundo inteiro
Verdadeiro, caminho pra todos

Sem dó

Composição: Zé Bruno
Enviada por Widney. Revisão por Júlia.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Resgate

Ver todas as músicas de Resgate