Ela vive de um mundo estranho
De amores castanhos que só ela quer
Ela sabe que tudo é dela
Do brilho da janela até onde Deus quiser

E eu vejo dois em um, sou eu mesma sem me ter
Sem de mim saber, sem de mim saber
E eu vejo dois em um, sou eu mesma sem me ter
Sem de mim saber, sem de mim saber

Ela vive de um mundo estranho
De amores castanhos que só ela quer

Que não sei mais te esperar
Nem que botões arrancar
Que não sei mais te esperar

E eu vejo dois em um, sou eu mesma sem me ter
Sem de mim saber, sem de mim saber
E eu vejo dois em um, sou eu mesma sem me ter
Sem de mim saber, sem de mim saber

Composição: Gustavo Arruda
Enviada por Rivaldo. Revisão por Francisco.
Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog


Mais músicas de Plutão Já Foi Planeta

Ver todas as músicas de Plutão Já Foi Planeta